PB terá filial da maior fábrica de painéis solares da América do Sul

O governador João Azevêdo protocolou nesta sexta-feira (11) junto a Balfar Solar, a instalação de uma unidade da fábrica em João Pessoa. O investimento inicial é de cerca de R$ 70 milhões.

Nesta sexta-feira (11), o governador João Azevêdo protocolou junto a Balfar Solar, maior fábrica de painéis solares da América do Sul, a instalação de uma unidade em João Pessoa. O investimento inicial é de cerca de R$ 70 milhões.

O representante da empresa, Olavo das Neves afirmou que a fábrica da Paraíba será a maior do tipo da América Latina, com uma produção anual de 50 mil painéis solares.

Nas redes sociais, João Azevêdo afirma que a vinda da fábrica para o estado representa um investimento estratégico e promove o desenvolvimento com sustentabilidade.

Leia Também

“Nós estamos tratando de futuro e de esperança, plantando uma semente extremamente importante com a fábrica da Balfar, que traz para a Paraíba a condição de fabricante de placas fotovoltaicas e apresentando mais um projeto de uma grande proporção, com mais de R$ 4 bilhões investidos em um projeto de geração de energia solar, ou seja, nós estamos associando as potencialidades do nosso estado com uma fábrica solar e isso coloca a Paraíba numa condição de vanguarda”, frisou.

A Balfar Solar foi procurada por outros estados, mas escolheu a Paraíba porque viu profissionalismo e segurança nas tratativas com o Governo do Estado e pelo fato de já existirem outras usinas de energia solar em funcionamento na região.

A fábrica de painéis solares deverá entrar em operação em janeiro do próximo ano no Distrito Industrial de João Pessoa em uma área de construção de 18 mil metros quadrados e irá gerar investimentos iniciais na ordem de R$ 70 milhões, com uma expectativa de faturamento na ordem de R$ 160 milhões no primeiro ano de operação.

O grupo prevê uma produção estimada em mais de 150 mil peças de painel solar por ano, com potência de 340 a 450 Wp para o mercado nacional, gerando, aproximadamente, 100 empregos diretos e 3.000 indiretos, sendo a maioria deles de mão de obra local.

A Balfar Solar também está preparando uma parceria com a Universidade Federal da Paraíba (UFPB) para oferecer estágios aos estudantes do curso de Energias Renováveis da instituição.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

#PUBLICIDADE#

Mais Lidas

Festival In-Edit começa nesta quarta com 50 documentários musicais

Toda a programação do festival pode ser consultada no site do In-Edit. Alguns filmes também poderão ser acessados na plataforma do Sesc Digital e no canal Tamanduá com acesso gratuito. Após o dia 28 de junho, 11 filmes nacionais ficarão disponíveis na plataforma Spcine Play, também com acesso gratuito.

Vacinado, João Azevedo começa a mexer peças no tabuleiro

O evento para a entrega de caminhões e equipamentos destinados à agricultura familiar no Centro de Convenções, em João Pessoa, mostrou nesta segunda-feira que após tomar as duas doses de Coronavac o governador João Azevedo quer se reaproximar da sua base política. Não que tenha estado tão distante, mas durante a pandemia as audiências foram suspensas e o contato olho no olho só retornou recentemente após o governador ser totalmente imunizado.

João Azevedo e o mapa de 2022

Esse é o x da questão. Tecnicamente, sua experiência é invejável, já politicamente, sua liderança está em construção, embora tenha passado por testes importantes.  Na fase inicial da gestão, lidou com a operação Calvário que arrastou Ricardo Coutinho e nomes importantes da primeira formação do seu secretariado saindo sem arranhões. O vendaval da operação emendou com a pandemia do Coronavirus e Azevedo após 14 meses fez o dever de casa sem prejudicar a gestão fiscal.

Wilson Santiago propõe pagamento de 12 meses de salário mínimo para desempregados com imposto arrecadado de grandes fortunas

Terá direito ao benefício, de um salário mínimo mensal, a pessoa comprovadamente desempregada, e obrigatoriamente inscrita em cursos de formação e capacitação profissional, com duração de até 12 meses. A proposta em análise na Câmara dos Deputados prevê a criação, por meio de lei complementar, do Imposto sobre Grandes Fortunas (IGF). O projeto tramita em caráter conclusivo e será analisado pelas comissões de Trabalho, de Administração e Serviço Público; de Finanças e Tributação; e de Constituição e Justiça e de Cidadania.

Botijão do gás de cozinha chega a R$ 95 em João Pessoa; veja preços por bairro

Os maiores preços foram encontrados no Depósito Pecorelli (Jaguaribe), Beto Gás (Monsenhor Magno/Valentina), Gravatá Gás (Boa Esperança/Valentina), Real Gás (Bancários) e Log Gás (Geisel).
#PUBLICIDADE#

ACHAMOS QUE VOCÊ VAI GOSTAR

#PUBLICIDADE#