João Pessoa 23.13ºC
Campina Grande 20.9ºC
Patos 22.72ºC
IBOVESPA 124305.57
Euro 5.6025
Dólar 5.1645
Peso 0.0058
Yuan 0.7135
Agentes da Força Nacional, Paraíba e Ceará reforçam segurança no Rio Grande do Norte
17/03/2023 / 13:15
Compartilhe:

A segurança pública do estado do Rio Grande do Norte está sendo reforçada nesta sexta-feira (17) com a chegada de pelo menos 30 policiais militares da Paraíba.

O governo do Ceará também confirmou o envio de 30 PM’s para auxiliar o estado a conter a onda de violência provocada pela ação de facção criminosa desde a terça-feira (14). Ceará e Paraíba disponibilizam ainda dois helicópteros para auxiliar nas operações. Os policiais paraibanos e cearenses vão atuar em Natal e em outros municípios do Rio Grande do Norte, em operações conjuntas com as forças de segurança estaduais.

De acordo com o governo do Rio Grande do Norte, além dos policiais cedidos pelos estados vizinhos, o RN recebeu 100 agentes da força nacional que estão trabalhando em apoio ao efetivo das forças estaduais de segurança pública. Outros 90 PMs da Força Nacional e mais 30 policiais penais federais devem desembarcar também nesta sexta.

Um total de 44 cidades do Rio Grande do Norte registram ataques a prédios públicos, comércios e veículos públicos e privados.

Na manhã desta sexta-feira (17), uma operação conjunta entre as polícias civil, militar e federal cumpriu 30 mandados de busca e apreensão e 24 de busca e apreensão contra alvos ligados à facção suspeita de organizar os ataques, conhecida como Sindicato do Crime. Membros do grupo davam ordens para os ataques de dentro do próprio presídio.

Até por volta das 12h, 17 pessoas tinham sido presas e uma morreu em confronto com a polícia durante a operação “Normandia”.

“Com o envio diário de novos efetivos, chegaremos a 500 membros da Força de Segurança Nacional, atuando no nosso estado. Junto com as forças estaduais, seguiremos trabalhando para garantir o retorno à normalidade”, publicou em uma rede social a governadora do Rio Grande do Norte, Fátima Bezerra (PT).

Fátima também se reuniu com o setor produtivo e a Federação dos Municípios do Estado do Rio Grande do Norte para dialogar, prestar contas das ações de segurança que estão em curso para coibir os atos de violência e agradeceu “aos governadores da Paraíba e do Ceará, @joaoazevedolins e @elmanofreitas”.

“Seguiremos nosso plano estratégico, para garantir transportes, comércio, indústria, escolas, enfim, restabelecer a paz e a ordem para população.”

Embora o estado da Paraíba não esteja em crise, segundo o secretário de Segurança e da Defesa Social, Jean Nunes, há monitoramento policial nas cidades e estradas que fazem fronteira com o Rio Grande do Norte para evitar transtornos.

Gabinete de crise

O Ministério Público do Rio Grande do Norte (MPRN) instituiu um gabinete de crise para estabelecer medidas estratégicas e integradas a serem adotadas durante o período de ataques orquestrados pela criminalidade organizada às instituições públicas e privadas no Rio Grande do Norte. A portaria que institui o gabinete foi publicada na edição desta sexta-feira do Diário Oficial do Estado (DOE).

Segundo o MP, o gabinete de crise tem por atribuição elaborar um plano de gerenciamento de crise; envidar esforços conjuntos na investigação dos crimes praticados, diretamente ou mediante acompanhamento das investigações da Polícia Civil; promover medidas de políticas públicas pertinentes; verificar a regularidade, a adequação e a eficiência da atividade policial, bem como a tutela de direitos transindividuais vinculados às atividades e aos serviços de segurança pública e persecução criminal; interagir e cooperar com órgãos de inteligência municipais, estaduais e federais; dentre outras medidas que se mostrem cabíveis.

Por Matheus Melo e Aline Ramalho**