30.1 C
João Pessoa
28.9 C
Campina Grande
19.5 C
Brasília

Anvisa dá aval para estudo clínico no Brasil de nova vacina contra Covid da GSK

Estudo é patrocinado também pela empresa Medicago; previsão é que testes incluam 30 mil voluntários no mundo, 3.500 deles no país

08/04/2021

NATÁLIA CANCIAN

Leia Também

BRASÍLIA, DF (FOLHAPRESS) – A Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária) aprovou nesta quinta-feira (8) a realização de um novo estudo clínico de uma candidata a vacina contra a Covid-19 no Brasil.

O teste é patrocinado pela biofarmacêutica Medicago R&D Inc, que fica no Canadá, e pela farmacêutica GlaxoSmithKline (GSK), que fica na Inglaterra.

Esse é o quinto estudo autorizado no país nos últimos meses de um imunizante contra a doença -antes dele foram realizados testes de AstraZeneca/Universidade de Oxford, da Coronavac (da Sinovac com o Butantan), da Pfizer e da Janssen, todas com aval para uso emergencial ou registro definitivo para uso no Brasil.

Ao todo, cerca de 30 mil voluntários em diferentes países devem participar dos testes clínicos da candidata à vacina.

Os testes serão divididos em três etapas e estão previstos para ocorrer no Canadá e nos Estados Unidos, além da América Latina, do Reino Unido e da Europa.

No Brasil, os estudos devem incluir até 3.500 pessoas acima de 18 anos. O país participará das fases 2/3 de testes clínicos, quando são avaliadas a segurança e eficácia da vacina.

As fases 1 e 2 do estudo ocorrem atualmente no Canadá e nos Estados Unidos. O ensaio é randomizado, cego e controlado por placebo (modelo considerado “padrão-ouro” para estudos, porque divide os pacientes de forma aleatória em grupos, sem que cientistas ou voluntários saibam se receberam vacina ou placebo, para reduzir o viés de avaliação).

Segundo a agência, a vacina candidata usa uma tecnologia de partícula semelhante ao coronavírus.

“Ela é composta da proteína S expressa em forma de partículas parecidas com vírus, coadministradas com um adjuvante [que será desenvolvido pela GSK], em duas doses com intervalo de 21 dias”, informa.

Em nota, a Anvisa disse que, para autorizar o estudo, avaliou dados de etapas anteriores do desenvolvimento, “incluindo estudos não clínicos in vitro e em animais, bem como dados preliminares de estudos clínicos em andamento”.

“Os resultados obtidos até o momento demonstraram um perfil de segurança aceitável das vacinas candidatas”, informa.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

#PUBLICIDADE#

Mais Lidas

15 possíveis temas de redação para o Enem 2022

O Portal Nacional da Educação divulgou uma lista com os possíveis temas de redação para as provas do Exame...

DATAVOX: João Azevêdo lidera com 40,7% das intenções de voto na 1ª pesquisa para governo da PB em 2022

Realizada em parceria entre o Instituto Datavox e o portal PB Agora, a pesquisa aponta o deputado federal Pedro Cunha Lima (PSDB) em segundo lugar, com 14,2%. Em seguida vem o senador Veneziano Vital (MDB), com 6,6%, o ex-prefeito de João Pessoa, Luciano Cartaxo (PT) com 5,9%, Nilvan Ferreira (PTB) com 3,2% e a vice-governadora do estado, Lígia Feliciano (PDT) com 1%. Indecisos somam 20,3%, enquanto brancos e nulos representam 8,1%.

Vídeo: Presidente da Assembleia de Deus em Campina Grande chama fiéis de “lixo”

Mulheres cristãs que usam brinco e calças apertadas são um "lixo", pelo menos na visão do pastor e presidente da Assembleia de Deus em...

Juliette vira personagem de jogo online desenvolvido por estudante paraibano

“Tenho trabalhado cerca de 6 horas por dia no jogo, todos os dias. Criando o conceito, desenhos, animações, programação e gravando, editando pra postar no Instagram. [Na vida real] é lógico que ela vai sair campeã da casa, a quantidade de cactos [apelido dos fãs da participante] só vai aumentar e ela vai continuar sendo o fenômeno que é, mesmo após o fim do programa”, explica o estudante. 

Paraibanos terão que pagar pedágio para entrar em municípios de PE; entenda

Após a aprovação da privatização de três rodovias estaduais pernambucanas, com previsão de cobrança de pedágio, cruzar o limite dos estados pode custar caro...
#PUBLICIDADE#

ACHAMOS QUE VOCÊ VAI GOSTAR

#PUBLICIDADE#