João Pessoa 25.13ºC
Campina Grande 22.9ºC
Patos 24.35ºC
IBOVESPA 124305.57
Euro 5.5522
Dólar 5.1707
Peso 0.0058
Yuan 0.7139
Aplicativo auxilia pacientes na prevenção e manejo da disfunção temporomandibular
20/12/2023 / 06:55
Compartilhe:

Um aluno da graduação em odontologia da Universidade Federal da Paraíba (UFPB) desenvolveu um aplicativo para smartphone que visa auxiliar pacientes e cirurgiões-dentistas na prevenção e no manejo da disfunção temporomandibular (DTM), que é uma alteração nas articulações que ligam o maxilar à mandíbula causando dor, desconforto e um significativo impacto negativo na qualidade de vida do paciente.

Josivaldo Bezerra Soares desenvolveu o aplicativo ATM Care sob a orientação da professora Luciana Barbosa Sousa, do Departamento de Morfologia, do Centro de Ciências da Saúde (CCS), dentro das atividades do projeto de iniciação científica “Desenvolvimento e avaliação de aplicativo móvel para teleorientação de pacientes com disfunção temporomandibular” e do projeto de extensão “Serviço de Controle da Dor Orofacial”.

O aplicativo utiliza linguagem simples e acessível para fornecer orientações importantes para auxiliar na prevenção e no manejo da condição, como: causas, sintomas e tratamentos da DTM, demonstrações de exercícios e orientação sobre cuidados diários para ajudar no controle e evitar a progressão da disfunção.

Josivaldo explica que a DTM tem causa multifatorial e está bastante associada com bruxismo e hábitos parafuncionais, como roer unhas, morder caneta e mascar chicletes. Uma das principais formas de tratamento é o aconselhamento, que envolve autoeducação do paciente e automanejo da DTM.

“O dentista deve explicar ao paciente o problema e a importância de seguir as recomendações, como exercícios, massagem e compressa morna, bem como a importância de controlar o bruxismo e remover os hábitos parafuncionais. No entanto, muitos dentistas não têm conhecimentos específicos e aprofundados sobre DTM e dor orofacial, visto que é uma especialidade relativamente nova, além do fato que muitos cursos de graduação não têm a disciplina na grade curricular”, disse Josivaldo.

Na UFPB o Serviço de Controle da Dor Orofacial (SCDOR), no Hospital Universitário Lauro Wanderley (HULW/UFPB) acompanha os pacientes com DTM, a partir de uma lista de espera.

“Enquanto espera, o paciente pode sofrer com dor sem receber nenhuma orientação. Com o app em mãos, o paciente já pode iniciar o automanejo da DTM, tendo um maior conforto e qualidade de vida até ser atendido por um especialista”, explicou o estudante.

Aplicativo desenvolvido por estudante da UFPB busca auxiliar pacientes de disfunção temporomandibular – Imagem: Reprodução

Funcionalidades

A interface do aplicativo conta com dez telas intercambiáveis e conta, por exemplo, com imagens ilustradas sobre DTM, bruxismo e exercícios, vídeos com demonstrações de exercícios e dicas para reduzir a sintomatologia, teste DTM com cálculo automático do grau de acometimento, dúvidas frequentes, causas, sinais e sintomas, podcast com informações em áudio sobre diversos aspectos da dor orofacial, espaço para que o usuário faça o registro dos detalhes da dor para descobrir os gatilhos e ajudar no tratamento da DTM, entre outros.

O aplicativo pode ser baixado gratuitamente por meio do link: https://app.vc/atm_care. De acordo com o Josivaldo Soares o ATM Care está sendo utilizado por pacientes do Serviço de Controle da Dor Orofacial (SCDOR) no Hospital Universitário Lauro Wanderley (HULW/UFPB), enquanto também está sendo avaliado por especialistas em DTM e dor orofacial.