23.1 C
João Pessoa
20.9 C
Campina Grande
11.5 C
Brasília

Após recorde de casos de zika, Dia D de combate ao mosquito transmissor acontece na PB

Só este ano a Paraíba registrou mais de 25 mil casos prováveis dos agravos transmitidos pelo Aedes aegypti, sendo: 14.346 de dengue, 9.437 de zika e 1.454 de chikungunya.

Secretaria de Estado da Saúde (SES) realizou o Dia D de combate aos focos do mosquito Aedes aegypti, transmissor das arboviroses dengue, zika e chikungunya, nesta sexta-feira (17), nos diversos municípios paraibanos. A abertura oficial foi no município de Lucena, litoral paraibano. A praça da avenida principal da cidade foi o ponto de partida para a mobilização. As equipes de saúde do estado e do município percorreram as ruas levando informação à população sobre como cuidar dos reservatórios de água, limpeza de áreas abertas e diferença entre os sintomas dos agravos transmitidos pelo mosquito.

Só este ano a Paraíba registrou mais de 25 mil casos prováveis dos agravos transmitidos pelo Aedes aegypti, sendo: 14.346 de dengue, 9.437 de zika e 1.454 de chikungunya. Os números podem ser ainda maiores, levando em consideração que a população não procura o serviço de saúde com frequência para que os casos sejam notificados e monitorados adequadamente. De acordo com a técnica do Núcleo de Arboviroses da SES, Carla Jaciara, é preciso iniciar as ações de combate o quanto antes para reduzir a incidência desses agravos no estado.

Leia Também

O verão é tradicionalmente a época com maior número de casos de arboviroses, em virtude de ser um período propício para a proliferação dos mosquitos. Os focos do mosquito, na grande maioria, são encontrados dentro de casa, quintais e jardins. Daí a importância de a população lembrar que a vigilância ao mosquito é permanente, como destaca o chefe do Núcleo de Fatores Biológicos e Entomologia do estado, Luiz Almeida, que realizou uma palestra para os estudantes da rede pública municipal sobre o assunto, durante o Dia D.

A SES recomenda que, pelo menos uma vez por semana, seja feita uma faxina para eliminar copos descartáveis, tampas de refrigerantes ou outras garrafas, e, em especial, lavar bem a caixa d’água e depois vedar. Não deixar água acumulada em pneus, calhas e vasos; adicionar cloro à água da piscina; deixar garrafas cobertas ou de cabeça para baixo. Estas são algumas medidas que podem fazer toda a diferença para impedir o registro de mais casos de arboviroses. Também é necessário receber em domicílio o técnico de saúde devidamente credenciado, para que as visitas de rotina sirvam como vigilância.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

#PUBLICIDADE#

Mais Lidas

15 possíveis temas de redação para o Enem 2022

O Portal Nacional da Educação divulgou uma lista com os possíveis temas de redação para as provas do Exame...

DATAVOX: João Azevêdo lidera com 40,7% das intenções de voto na 1ª pesquisa para governo da PB em 2022

Realizada em parceria entre o Instituto Datavox e o portal PB Agora, a pesquisa aponta o deputado federal Pedro Cunha Lima (PSDB) em segundo lugar, com 14,2%. Em seguida vem o senador Veneziano Vital (MDB), com 6,6%, o ex-prefeito de João Pessoa, Luciano Cartaxo (PT) com 5,9%, Nilvan Ferreira (PTB) com 3,2% e a vice-governadora do estado, Lígia Feliciano (PDT) com 1%. Indecisos somam 20,3%, enquanto brancos e nulos representam 8,1%.

Pastor da primeira-dama Michelle Bolsonaro declara apoio a Sérgio Queiroz

O pré-candidato ao Senado pelo PRTB, Sérgio Queiroz, recebeu mais um apoio nacional. O pastor da primeira dama do Brasil, Michelle Bolsonaro, Josué Valandro...

7 carros que serão lançados no Brasil ainda em 2022

Mesmo com restrições causadas pela pandemia, 2021 teve lançamentos “de peso” ao longo do ano, como os SUVs Fiat Pulse, Toyota Corolla Cross, Jeep...

Juliette vira personagem de jogo online desenvolvido por estudante paraibano

“Tenho trabalhado cerca de 6 horas por dia no jogo, todos os dias. Criando o conceito, desenhos, animações, programação e gravando, editando pra postar no Instagram. [Na vida real] é lógico que ela vai sair campeã da casa, a quantidade de cactos [apelido dos fãs da participante] só vai aumentar e ela vai continuar sendo o fenômeno que é, mesmo após o fim do programa”, explica o estudante. 
#PUBLICIDADE#

ACHAMOS QUE VOCÊ VAI GOSTAR

#PUBLICIDADE#