João Pessoa 26.13ºC
Campina Grande 22.9ºC
Patos 25.53ºC
IBOVESPA 125333.89
Euro 5.5066
Dólar 5.1846
Peso 0.006
Yuan 0.7162
Bolsa sobe e fica acima dos 117 mil pontos pela primeira vez desde fevereiro
06/04/2021 / 07:48
Compartilhe:

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) – A Bolsa de Valores brasileira encerrou a sessão desta segunda-feira (5) com alta de 1,97%, aos 117.518 pontos. Foi a primeira vez que o Ibovespa, principal índice acionário do país, encerrou acima dos 117 mil pontos desde 19 de fevereiro – dia marcado pela interferência do presidente Jair Bolsonaro (sem partido) na gestão da Petrobras.

A alta da Bolsa veio na esteira do cenário positivo no exterior, com os índices americanos batendo recordes diante das perspectivas mais otimistas para a economia dos EUA. Lá fora, S&P, Dow Jones e Nasdaq encerraram com altas de 1,44%, 1,13% e 1,67%, respectivamente.

No ambiente doméstico, as ações da Vale também impulsionaram a Bolsa brasileira. Nesta segunda, a mineradora afirmou que o Ministério Público Federal decidiu pelo arquivamento de um requerimento do empresário israelense Benjamin Steinmetz, que acusava executivos da empresa de práticas ilícitas relacionadas ao projeto minerário de Simandou, na República da Guiné.

“A Vale entende que a decisão do Ministério Público Federal corrobora a lisura e probidade de sua atuação no mercado”, disse a companhia em comunicado ao mercado.

“O evidente objetivo do Sr. Steinmetz é desviar foco dos processos de execução de US$ 2 bilhões (R$ 11,3 bilhões) movidos pela Vale contra ele e suas empresas, conforme sentenças arbitrais e judiciais proferidas na Inglaterra e EUA”, afirmou a companhia.

Ao final da sessão, as ações da Vale registraram alta de 6,16%.

O dólar por sua vez encerrou a sessão desta segunda com queda de 0,56%, a R$ 5,6790, captando um alívio no noticiário sobre o Orçamento e em novos questionamentos sobre a permanência do ministro da Economia, Paulo Guedes, no cargo.

Na cesta de países emergentes, o real foi a quarta moeda que mais se valorizou ante o dólar, atrás apenas do sol peruano, do peso colombiano e da coroa tcheca.