Botijão do gás de cozinha chega a R$ 95 em João Pessoa; veja preços por bairro

O Procon-JP também levantou preços para o botijão da água mineral

Uma pesquisa comparativa realizada pela Secretaria Municipal de Proteção e Defesa do Consumidor de João Pessoa (Procon-JP) encontrou o preço do gás de cozinha oscilando entre R$ 83 e R$ 95, diferença de R$ 12, para pagamento à vista ou no cartão. O mesmo preço vem sendo registrado desde o início de abril deste ano.

O menor preço foi encontrado no SOS Gás (Torre) e, para pagamento à vista, a variação está em 8,4% e a média em R$ 87,79. Já para pagamento no cartão, a média registrada é de R$ 90,22 e a variação de 14,5%. A pesquisa do Procon-JP visitou 19 estabelecimentos de João Pessoa e foi realizada em 10 de junho.

Os maiores preços foram encontrados no Depósito Pecorelli (Jaguaribe), Beto Gás (Monsenhor Magno/Valentina), Gravatá Gás (Boa Esperança/Valentina), Real Gás (Bancários) e Log Gás (Geisel).

Leia Também

Pontos de revenda do gás – Os estabelecimentos pesquisados pelo Procon-JP foram: Depósito Pecorelli (Jaguaribe), Arlete Gás (Manaíra), Zé do Gás (Ilha do Bispo), Casa do Gás (Treze de Maio), Depósito D’Almir (Bairro dos Estados), Britos Distribuidora (Expedicionários), Mercadinho Pedro Gondim (Pedro Gondim), SOS Gás (Torre), Beto Gás (Monsenhor Magno/Valentina), Gravatá Gás (Valentina I/Boa Esperança), Vando Gás e Água (Mangabeira), Isaquiel Gás (Miramar), Ricardo Gás (Jaguaribe), ADM Gás (Alto do Mateus), Real Gás, Nunes Gás e Bancários Gás (Bancários), e Log Gás (Geisel), Josimar Gás (Cristo).

O Procon-JP também realizou uma pesquisa de preços para o botijão de 20 litros da água mineral na Capital, registrando o menor preço, R$ 8, nas marcas Sublime e Itacoatiara, com a platina sendo comercializada a R$ 9.

Já o maior preço foi registrado na marca Indaiá, que oscila entre R$ 12 e R$ 14. O Procon-JP visitou 15 pontos de revenda do produto.

Íntegra da pesquisa do gás de Cozinha

Íntegra da pesquisa da água mineral

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

#PUBLICIDADE#

Mais Lidas

Juliette vira personagem de jogo online desenvolvido por estudante paraibano

“Tenho trabalhado cerca de 6 horas por dia no jogo, todos os dias. Criando o conceito, desenhos, animações, programação e gravando, editando pra postar no Instagram. [Na vida real] é lógico que ela vai sair campeã da casa, a quantidade de cactos [apelido dos fãs da participante] só vai aumentar e ela vai continuar sendo o fenômeno que é, mesmo após o fim do programa”, explica o estudante. 

Sebrae PB e prefeitura de São João do Tigre criam perfil socioeconômico e empresarial da cidade

De acordo com os dados apresentados pelo perfil socioeconômico e empresarial de São João do Tigre, o município conta com 56 empresas ativas, sendo 96% delas pequenos negócios, ou seja, microempreendedores individuais (MEI), microempresas e empresas de pequeno porte. Ainda conforme os dados, no município 56% das empresas formais são do setor do comércio, 20% dos serviços, 7% da indústria e 7% do agronegócio.

Dois anos e meio, seis concursos: obra de engenheiro

Ao anunciar o concurso da Fundação PB Saúde onde serão ofertadas 4.401 vagas para área médica e técnica, o governador enterra de vez o modelo de contratação através de organizações sociais, que até gerou bons resultados, mas desviaram recursos públicos como mostrou a operação Calvário. 

O pacote de Cícero e os reflexos políticos

Cícero era cobrado nos bastidores para apresentar algo do gênero, pois venceu a eleição, prometendo colocar a cidade no século XXI. Ao lançar o programa, mostra que se preparou nos últimos cinco meses arrumando a casa para promover os avanços esperados. 

Julian Lemos: Bolsonaro não é santo nem mito

Ele diz que o governo está afundando porque o presidente é um especialista em transformar amigo em inimigo: "Perder um Sérgio Mouro, que é um homem de bem, é um exemplo de que esse homem não tem nada de santo, nem mito", bradou o parlamentar.
#PUBLICIDADE#

ACHAMOS QUE VOCÊ VAI GOSTAR

#PUBLICIDADE#