João Pessoa 22.13ºC
Campina Grande 19.9ºC
Patos 20.01ºC
IBOVESPA 119137.86
Euro 5.7331
Dólar 5.4201
Peso 0.0059
Yuan 0.747
Cabaceiras vira cenário para sertão moderno e high tech de Cangaço Novo, série da Amazon Prime
13/07/2023 / 09:32
Compartilhe:

O polo cinematográfico de Cabaceiras, no Cariri paraibano, foi escolhido pelo diretor baiano Aly Muritiba para gravações da série ‘Cangaço Novo’, uma produção da Amazon Prime em parceria com a O2 Filmes no Brasil, que estreia na plataforma de streaming da Amazon no dia 18 de agosto, para mais de 200 países.

Aly Muritiba (Deserto Particular) divide a direção com Fabio Mendonça e se mudou para a Paraíba por sete meses para as gravações, que aconteceram de novembro de 2021 a maio de 2022. A produção é composta majoritariamente por nordestinos no núcleo principal, entre eles os paraibanos Marcélia Cartaxo, Joálisson Cunha e Luiz Carlos Vasconcelos.

“Estava muito interessado em contar a história de minha gente, fugindo dos estereótipos. Queria falar do Sertão moderno e high tech. Cangaço Novo possibilita isso. Eu queria trabalhar com um monte de nordestino numa produção gigantesca”, disse o cineasta Aly em entrevista ao jornal A União.

Allan Souza Lima e Marcélia Cartaxo durante as gravações de Cangaço Novo – Foto: Aline Arruda/Divulgação

Lançamento, sinopse e trailer

Composta por oito episódios, cada um com 45 minutos a uma hora de duração, ‘Cangaço Novo’ terá sua premiére mundial durante o 51º Festival de Cinema de Gramado. Antes disso, os diretores e parte do elenco vêm a João Pessoa para um painel que fará parte da programação do Imagineland, evento de cultura pop que acontece nos dias 28, 29 e 30 deste mês, no Centro de Convenções. Além dos diretores, estão confirmados no evento o protagonista Allan Souza Lima e as atrizes Alice Carvalho e Hermila Guedes.

A produção executiva da obra é de Andrea Barata Ribeiro e Bel Berlinck, responsáveis pelo longa ‘Marighella’, além de Fábio Mendonça e Aly Muritiba. A série foi criada por Mariana Bardan e Eduardo Melo, que também atuam como roteiristas ao lado de Fernando Garrido e Erez Milgrom.

“Espero que outras produtoras, ao verem Cangaço Novo, entendam que, sim, nós sabemos e podemos fazer ação no Brasil, e, sim, sabemos contar histórias no Nordeste brasileiro como nordestinos e não sudestinos fingindo ser nordestinos. Chega de sudestino fingindo ser nordestino!”, afirma Aly Muritiba.

Ambientada na cidade fictícia de Cratará, no Ceará, Cangaço Novo conta a história de Ubaldo (Allan Souza Lima), um infeliz bancário da Zona Urbana de São Paulo sem nenhuma lembrança de sua infância. Ele descobre que tem uma herança e duas irmãs no Sertão cearense: Dilvânia (Thainá Duarte) lidera um grupo que adora seu famoso pai falecido; e Dinorah (Alice Carvalho) é a única mulher em uma gangue de ladrões de banco. Ubaldo chega à cidade, passa a ser cultuado pela forte semelhança com o pai, e é chamado a cumprir seu destino como o novo mítico “cangaceiro” e líder supremo da gangue. Ubaldo terá que enfrentar bandidos, assassinos, policiais corruptos e literalmente explodir pequenas cidades enquanto embarca em sua jornada, tentando desesperadamente manter seus valores morais sob controle.