João Pessoa 24.13ºC
Campina Grande 23.9ºC
Patos 31.95ºC
IBOVESPA 128212.37
Euro 5.5463
Dólar 5.1021
Peso 0.0058
Yuan 0.7062
Casas de campo: demanda crescente e tendências na arquitetura
25/01/2023 / 11:24
Compartilhe:

Diferentemente de outros mercados e setores da economia, a pandemia do Coronavírus impulsionou sobremaneira a procura por casas de campo e refúgios em torno dos perímetros urbanos, principalmente. Tanto que, mais que uma tendência, se transformou em consistentes oportunidades de negócios em toda a cadeia. 

O que se viu desde o março de 2020, segundo o arquiteto Paulo Macedo, foi uma busca pela descompressão que o campo proporciona, ou seja, maior contato com a natureza e tudo o que advém desse estilo de vida: plantas e jardinagem, animais de estimação, artesanato e culinária (quem não tentou fazer pão na pandemia?…), por exemplo. 

Macedo revela ainda que nos condomínios fechados, as grandes estrelas do mercado imobiliário pandêmico e pós-pandêmico, digamos assim, soma-se a segurança e ausência de questões tipicamente urbanas como inexistência de casos de atropelamento e a possibilidade do ir e vir com mais liberdade, inclusive para as crianças.

Paulo Macedo, arquiteto que assina projetos emblemáticos no campo, como a concepção do Alteza Condo Resort e várias casas neste e em outros condomínios do tipo, lembra que a possibilidade de trabalhar remotamente também foi uma das principais alavancas do boom pela busca aos refúgios bucólicos. O crescimento do home office também refletiu nos projetos que, no caso de muitos clientes, passaram a demandar espaços de trabalho. 

Segundo ele, além dos condomínios ao longo da BR 230, que liga João Pessoa à Campina Grande, e a cidade de Areia, o destaque deste mercado na Paraíba tem um foco grande em Bananeiras, no Brejo Paraibano. Atraídos pelo frio no inverno, temperaturas amenas nas demais estações do ano na Serra da Borborema, as famílias têm escolhido a cidade de Bananeiras e seu entorno para construir seus refúgios particulares.  

Além dos atrativos naturais da região, de acordo com Paulo Macedo, esse crescimento se deve também pela infraestrutura de Bananeiras, que vem se firmando como um pólo gastronômico e do turismo de aventura. A posição quase equidistante da cidade com relação às capitais da Paraíba e Rio Grande do Norte amplia ainda mais o público-alvo interessado em imóveis de campo, lembra Macedo.

Arquiteto Paulo Macedo está finalizando para a Silveira Crispim Administração o projeto de um novo condomínio de lotes e casas, em Bananeiras, no Brejo Paraibano

Aconchego e praticidade

Rusticidade, materiais orgânicos e praticidade. Segundo Paulo Macedo, essas três características estão presentes em quase todos os descritivos de desejo dos clientes de casas de campo para se chegar a refúgios verdadeiramente aconchegantes. 

O aconchego, afirma o arquiteto, se dá em projetos diferenciados em relação ao dimensionamento dos ambientes, priorizando áreas comuns e áreas gourmet para estimular a convivência, além de um foco importante no paisagismo do entorno das casas para a harmonia com o todo da natureza do local. Nesse sentido, materiais rústicos e orgânicos, o que não significa não nobres, lembra Paulo Macedo, também compõem a preferência dos clientes. Hoje, complementa Macedo, a indústria de materiais de construção tem uma gama extensa de opções onde a estética rústica e orgânica se impõem como tendência e alia excelente qualidade, tudo para que o cliente se sinta de fato fora do eixo urbano, fora da rotina e concretos urbanos.

O arquiteto lembra ainda que os projetos também buscam se adequar às topografias dos lotes que, comumente, são acidentadas, principalmente nos terrenos com vistas para horizontes, vales ou lagos, por exemplo. Segundo ele, esses tipos de pontos focais devem ser valorizados nos projetos, sempre adequando e harmonizando a estética construtiva à natureza, sem esquecer de aspectos de sustentabilidade, o que chamamos de arquitetura vernacular. O uso de madeira certificada e vidro, que favorece a integração do ambiente interno com o ambiente externo e a entrada de luz natural, é quase mandatório nos projetos de casas de campo, revela Paulo Macedo.

Novo projeto à vista

A busca por praticidade citada acima se verifica também pela forte demanda por condomínios que oferecem também casas prontas, já que muitas pessoas não querem ter o trabalho de contratar e acompanhar uma obra. Paulo Macedo conta que está finalizando para a Silveira Crispim Administração o projeto de um novo condomínio de lotes e casas, em Bananeiras. O empreendimento contará ainda com a parceria da Consultoria Imobiliária Plano 83, na comercialização, e o Sin Group na comunicação e marketing. 

O lançamento do empreendimento está previsto para acontecer ainda neste primeiro semestre e já tem muitos clientes se adiantando e fazendo cadastro para ter oportunidade de fazer parte de mais esse lançamento exclusivo. O arquiteto revela que, assim como foi com o Alteza Condo Resort, também na cidade de Bananeiras, sucesso de vendas no lançamento, o mercado de condomínios de alto padrão irá se surpreender com o empreendimento.