João Pessoa 24.13ºC
Campina Grande 21.9ºC
Patos 21.56ºC
IBOVESPA 128027.59
Euro 5.5826
Dólar 5.1361
Peso 0.0058
Yuan 0.7116
CASO MARIANA: Johannes estava preso e foi solto há dois meses após violência contra ex-namorada
14/03/2022 / 17:43
Compartilhe:

Johannes Dudeck, acusado de matar a estudante de Medicina, Mariana Thomaz, no apartamento dele no bairro de Cabo Branco, em João Pessoa, estava preso e foi solto há dois meses. Ele havia sido detido em setembro de 2020, apontado por violência doméstica contra uma ex-namorada e como responsável por explodir o carro do ex-cunhado.

O delegado Joames Oliveira, da Polícia Civil da Paraíba, disse que Johannes “saiu do sistema penitenciário há aproximadamente dois meses, referente a um dos casos de violência doméstica”.

A Polícia Civil da Paraíba já havia destacado o histórico de Johannes Dudeck ao ter sido enquadrado outras vezes na Lei Maria da Penha por violência a ex-companheiras. O delegado Joames disse que Johannes, “nesse momento, ele está indiciado por homicídio”, o que pode mudar a depender do aprofundamento das investigações do crime contra Mariana Thomaz.