João Pessoa 25.13ºC
Campina Grande 22.9ºC
Patos 27.03ºC
IBOVESPA 122898.8
Euro 5.7127
Dólar 5.2585
Peso 0.0058
Yuan 0.7258
Cerca de 20 médicos são exonerados suspeitos de extorquir pacientes do ‘Trauminha’
07/08/2023 / 15:22
Compartilhe:

O diretor do Hospital Ortotrauma de Mangabeira, Alexandre Cesar da Cruz, acusou médicos e outros profissionais que trabalham na unidade de saúde de extorquir pacientes para tratamento particular que custa em média R$ 4 mil.

Segundo Alexandre, há cerca de um ano e meio diversos servidores do hospital estão “ofertando” o serviço sob o argumento de que um procedimento, como cirurgia, poderia demorar, levando a população a querer buscar atendimento privado, principalmente em cirurgias. Cerca de 20 trabalhadores foram identificados e exonerados.

“Esclareço que todo mundo tem direito a cirurgia e se alguém fizer isso de pagar [a cirurgia], estará ajudando ainda mais os criminosos. São bandidos que se aproveitam da angústia de um paciente, mentindo, dizendo que não tem material. Imagina a situação de fragilidade, você esperando uma cirurgia e diz que ela vai demorar dois meses porque não tem material? Ou seja, mentindo para extorquir”, disse Alexandre em entrevista.

Um dos casos relatados por Alexandre trata-se de um paciente de Guarabira, que pediu alta na última sexta-feira (04), apesar de ter a previsão da operação para hoje (07).

“Fui nele na sexta-feira e estava assinando a alta por vontade própria. Eu disse que a cirurgia seria na segunda, mas ele disse que lhe prometeram uma cirurgia amanhã [sábado]. Ele falou que ia pagar R$ 4 mil, pedi para ele me dizer qual era o médico, mas ele não disse. Isso não é certo. É um crime. Ficar assediando você num momento de fraqueza. Eu disse, sua cirurgia vai ser na segunda-feira, mas ele disse que estava juntando recursos com uns amigos para fazer de forma particular”, afirmou.

Segundo o diretor do Trauminha, a denúncia já foi encaminhada ao Ministério Público da Paraíba e à Polícia Civil para que o fato seja investigado.

“É um caso desumano e de Polícia”. Essa é a avaliação do prefeito de João Pessoa, Cícero Lucena (PP), sobre a denúncia apresentada pelo diretor do Ortotrauma de Mangabeira, Alexandre Cesar da Cruz, sobre a extorsão feita por médicos e servidores da unidade para que pacientes peçam alta do hospital e se submetam a cirurgias particular, pagando do bolso os procedimentos.