João Pessoa 24.13ºC
Campina Grande 20.9ºC
Patos 23.65ºC
IBOVESPA 119137.86
Euro 5.816
Dólar 5.425
Peso 0.006
Yuan 0.7476
Adeus fios da Energisa
31/07/2023 / 06:48
Compartilhe:

Um grupo de cientistas sul-coreanos divulgou um estudo — que ainda precisa ser revisado — confirmando que chegaram em uma das maiores descobertas da física moderna.

Basicamente, e tentando simplificar ao máximo, eles descobriram um supercondutor que funciona em ambiente natural, as chamadas condições normais de temperatura e pressão.

Um supercondutor é um material que conduz eletricidade sem nenhuma perda, além de gerar campos magnéticos, possibilitando que objetos “levitem” — flutuem de maneira estável.

Hoje, eles só são viáveis em ambientes que chegam aos -100°C ou de alta pressão. São usados, por exemplo, em máquinas de ressonância magnética, em motores de alto desempenho e em supercomputadores.

Qual o impacto disso? Pense que, sendo algo viável comercialmente, as redes elétricas reduziriam em muito seus custos. Isso sem falar na maior eficiência de aparelhos eletrônicos, de geladeiras a computadores quânticos;

Na prática, os dispositivos simplesmente não aqueceriam. Muito mais do que acabar com a sensação de que seu computador vai explodir, isso acabaria com a necessidade de manter os servidores de nuvem em salas refrigeradas.

No meio científico, essa descoberta é tratada como um dos dois “santo graais” da energia. A outra é a tecnologia de fusão nuclear, que traria energia limpa, barata e infinita.

No entanto… O resultado ainda precisa ser testado por outros centros de pesquisa. Não são tão incomuns casos de descobertas que foram “desmentidas” nessa etapa. Agora, se ela for realmente confirmada, é quase unânime que os sul-coreanos recebam o Nobel da Física.

As informações são da The News.