João Pessoa 24.13ºC
Campina Grande 21.9ºC
Patos 23.62ºC
IBOVESPA 124305.57
Euro 5.6025
Dólar 5.1645
Peso 0.0058
Yuan 0.7135
Preparação é chave para o êxito nas eleições 2024
10/05/2024 / 18:11
Compartilhe:

Diz o dito popular que “quem chega cedo, bebe água mais limpa”. E eu emendo: com preparação adequada, as candidaturas não “queimam a largada”, e ganham consistência, velocidade e intensidade diante dos adversários.

Por Nilson Hashizumi

Foi com este espírito que João Henrique Faria, Christian Jauch e eu estivemos em Poços de Caldas na última semana de abril, no primeiro evento de treinamento a candidatos (as) proporcionais dos partidos que apoiam a pré-candidatura do deputado federal Ulisses Guimarães Borges (MDB) que é pré-candidato a prefeito naquele município, nas eleições em outubro.

“Está muito cedo! Não tem eleitor pensando em política neste momento!” ao menos isto deve ter passado pela cabeça de muitos profissionais e entes políticos, o que é verdade, mas o evento foi preparado para as pessoas que pretendem disputar o pleito no próximo 6 de outubro.

Preparação não significa antecipar campanha, mas construir e aprimorar relacionamentos com propósito. E foi pensando neste perfil de construções, que a agenda do encontro foi desenhada, contando com os seguintes profissionais:

Raimundo Cândido Neto: advogado da Comissão de Direito Eleitoral do Conselho Federal da OAB, professor de direito eleitoral ESA / MG e da Fundação Escola Superior do Ministério Público de Minas Gerais (2021).

Alberto Carlos Almeida: fundador e diretor executivo da Olhar Brasilis, doutor em Ciência Política. Coordenou grande projetos de pesquisas e estudos para ministérios, agências governamentais e instituições internacionais.

João Henrique Faria: estrategista da Alcateia Política, jornalista e professor de pós-graduação em Comunicação Pública e Governamental da PUC-Minas. Mais de cem campanhas para o executivo e legislativo. Cofundador da Alcateia Política.

Nilson Hashizumi: profissional de marketing, jornalista, fotógrafo e gestor de cultura, estrategista com MBA em Comunicação Governamental e Marketing Político pelo IDP de Brasília. Cofundador da Alcateia Política.

Christian Jauch: publicitário com mais de 20 anos de carreira, transita entre os mercados corporativo e político. Dentre as especialidades acadêmicas, destaca-se pelas competências em branding, design, inovação, tecnologia e marketing político e comunicação governamental. Atua como estrategista em diversas campanhas eleitorais nos mais diversos cargos. Cofundador da Alcateia Política.

Conhecer a legislação eleitoral é pano de fundo para o desenvolvimento de toda e qualquer iniciativa. E diante da evolução dos processos tecnológicos, da complexidade dos cenários, da contundência e acirramento da competição é possível perceber um profissionalismo crescente na construção de projetos políticos em todo o Brasil.

Nilson Hashizumi e Christian Jauch

E qual a razão deste profissionalismo crescente no marketing político?

Diante de tantas inovações e mudanças de regras a cada pleito e especialmente desde 2016, quando a comunicação digital – especialmente as redes sociais – passaram a ser utilizadas no desenvolvimento de campanhas políticas em favor das candidaturas, um novo ecossistema de alto valor vem sendo estruturado pela ação de muitos novos profissionais que passaram a compor o ecossistema de comunicação política.

O marketing, tão essencial nos processos competitivos, em sua versão digital ampliou relevância, incrementou o alcance de protagonistas e possibilitou fazer a entrega assertiva dos conteúdos aos públicos de interesse.

Ainda assim não foi capaz de substituir a ação presencial. Apenas ampliar sua relevância.

O desafio das campanhas municipais

Especialmente nas campanhas municipais, por muito tempo o contato presencial ainda será um elemento diferencial, fonte de conexão e conquista da preferência entre eleitores. Mas há que reconhecer o valor da digitalização na mecanização de processos repetitivos, no alcance de maiores públicos em menores ciclos de tempo e especialmente pela entrega estratégica e assertiva dos conteúdos políticos e de posicionamento.

Por isto, é justo acreditar que não haverá mais campanhas competitivas, onde as melhores práticas do marketing presencial e do digital – que chamamos “on e offline” – se desenvolvam lado a lado.

É possível vencer uma eleição apenas com o marketing digital?

Sem dúvida, uma celebridade digital, influenciadores(as) com milhões de seguidores podem ter certa vantagem pela quantidade de conexões e eventualmente pela qualidade das relações e engajamento alcançado em relação aos seus públicos preferenciais, os seguidores.

Mas sem a autoridade no processo, nos temas e nas causas defendidas, uma celebridade poderá ser eleita apenas num exercício de protesto.

E falando em protesto dos eleitores, o folclore eleitoral brasileiro traz exemplos como o rinoceronte Cacareco recebeu mais de 90 mil votos nos anos 1950 em São Paulo. No Rio, o macaco Tião chegou a ser lançado candidato a vereador pela revista humorística Casseta & Planeta nos anos 1980. E há 102 anos, o bode Ioiô foi eleito vereador em Fortaleza.

Relacionamentos que levem ao voto precisam de tempo para se desenvolver

Como diz Marcelo Vitorino, referência no marketing político, que deu relevância ao marketing digital “tempo é o único ativo igual para todas as candidaturas”.

Por isto, é importante que haja tempo para que as pré-candidaturas e seus seguidores possam interagir, a ponto de transformar meros desconhecidos em possíveis eleitores. Um desafio que cresce na medida em que se aproximam as eleições. É preciso que a relação evolua e isto se dá com o tempo, interação e dedicação.

Construa o seu projeto com a Alcateia Política (www.alcateiapolitica.com.br)

Somos um coletivo de estrategistas em marketing político com o propósito de defender e manter a democracia, preservar a liberdade de pensamento como forma de construção da cidadania.

Desenvolvemos “soluções estratégicas em projetos políticos”, compreendendo as necessidades e particularidades de cada cliente, o cenário político no qual está inserido, elaborando as melhores soluções em marketing e comunicação, com honestidade intelectual, utilizando tecnologia e métodos científicos e valorizando as experiências vivenciadas.

Assumimos como missão: “Contribuir para a melhoria da sociedade brasileira, por meio de ações políticas éticas e inovadoras”.

Nilson Hashizumi é profissional de marketing, jornalista, fotógrafo e gestor de cultura, com MBA em Comunicação Governamental e Marketing Político pelo IDP-Brasília. Coordenou e orientou campanhas de prefeitos em São Paulo e no Pará. Tem ainda experiência destacada em campanhas para deputado estadual em São Paulo. Com foco em resultados, trabalha com abordagem de processos na gestão da comunicação on-line e off-line, para construção de imagem, formação de opinião e reputação. Atuou por 28 anos no segmento de marketing, comunicação e sistemas de gestão para a iniciativa privada, organizações da sociedade civil e entidades de classe. https://www.linkedin.com/in/nilsonhashizumi/