João Pessoa 27.13ºC
Campina Grande 23.9ºC
Patos 29.28ºC
IBOVESPA 128027.59
Euro 5.577
Dólar 5.1361
Peso 0.0058
Yuan 0.7116
Como aumentar o valor de sua empresa para a venda?
12/04/2023 / 15:05
Compartilhe:

A decisão de vender empresa passa por uma série de processos que precisam ser analisados, e uma delas é o cuidado de não desvalorizar a companhia no momento da venda.

 

Muitas empresas acabam perdendo valor no momento da venda por não terem passado por uma preparação correta e profissional que garanta um valor justo no momento das negociações.

 

Por isso é importante seguir todas as etapas do processo antes de iniciar as buscas por cum comprador. Assim, o empreendedor estará mais preparado para negociar a alienação de seu negócio sem perder poder de argumentação que faça com que a transação seja satisfatória para todas as partes.

 

Aqui falamos um pouco mais sobre como preparar uma empresa para a venda de maneira a valorizá-la.

 

Passo a passos para colocar uma empresa à venda

 

O primeiro passo é definir bem qual a motivação da venda. Isso impactará diretamente nas negociações, pois o potencial comprador vai querer saber como está a gestão da companhia, e se há alguma crise que impacte diretamente o negócio.

 

Além disso, a motivação pode ser determinante também para a definição do preço de venda. Caso a empresa esteja passando por dificuldades financeiras e precise de aporte, provavelmente haverá uma desvalorização.

 

Veja alguns dos principais motivos que levam empreendedores a colocarem suas empresas à venda:

 

  • Aposentadoria: o empreendedor pode estar pensando em se aposentar e para isso vai passar seu negócio adiante.

 

  • Levantar recursos: se a empresa estiver com dificuldades financeiras ou em fase de expansão, pode ser necessário a injeção de capital de um investidor, que pode acabar comprando uma fatia do negócio.

 

  • Novos negócios: desejo do empreendedor em focar em outros negócios.

 

  • Busca por um sucessor: necessidade de encontrar um sucessor para tocar a empresa.

 

Depois de mapeado o motivo, agora é preparar a empresa para que ela tenha um valor justo na hora de vendê-la.

  • Organização financeira

 

O primeiro passo é levantar as informações financeiras sobre o negócio, incluindo um histórico das informações contábeis dos últimos anos. Isso ajudará a manter o controle financeiro da empresa e mostrará ao potencial comprador o quanto ela vem gerando de lucro, quais são seus ativos, passivos, receitas, etc.

  • Documentação

 

Preparar a documentação, além da financeira, mas também contratos, aluguéis e acordos com clientes ou fornecedores, ajuda na organização para a venda. Ter isso em mãos auxilia na identificação do que precisa ser revisto, o que está em andamento, se há acordos que precisam ser renovados, e dá mais segurança às negociações. 

 

  • Valuation 

 

Saber o valor justo da empresa também passa por um cálculo profissional. O valuation é utilizado para este fim. Ele não se propõe exatamente a chegar a um preço final, mas sim entender quanto que a empresa vale diante de premissas pré-estabelecidas, como cenários de crescimento, estimativa de custos, comparação com concorrentes, entre outras.

 

Existem algumas metodologias diferentes para o valuation. As mais comuns são: fluxo de caixa descontado; múltiplos de mercado; e valor patrimonial.

  • Planejamento 

 

Depois desses passos, é hora de planejar a venda e buscar qual o perfil ideal de comprador para seu negócio, de acordo com as necessidades já mapeadas anteriormente. Para isso, é preciso definir uma apresentação da empresa ao mercado e fazer road shows que ampliem o rol de possíveis investidores.

  • Negociação

 

Agora chegou o momento da negociação, que também é delicado, e por isso precisa ser muito embasado nas informações já levantadas pelo vendedor. A argumentação com base em dados é primordial para a valorização do negócio. Além disso, é preciso preservar a confidencialidade do que está sendo negociado, então há um cuidado extra com acordos que garantam que o processo não seja divulgado antes da hora, o que prejudicaria a transação final.

 

Como foi dito no início, vender empresa não é um processo simples, exige um cuidado em todas as etapas e deve ser realizado junto a um assessor profissional especializado em M&A, de maneira a garantir mais valor e menos risco ao negócio.

 

Fonte: Capital Investassessoria especializada em fusões e aquisições.