João Pessoa 24.13ºC
Campina Grande 21.9ºC
Patos 25.82ºC
IBOVESPA 128150.71
Euro 5.5439
Dólar 5.1006
Peso 0.0058
Yuan 0.7063
CONFUSÃO EM GUARABIRA: Assessor de Raniery Paulino abre B.O contra Gervásio Maia por injúria racial
19/09/2022 / 10:38
Compartilhe:

O assessor parlamentar do deputado Raniery Paulino (Republicanos), João Agostinho Cézar Bezerra, registrou um boletim de ocorrência por injúria racial contra o deputado federal e presidente do PSB na Paraíba, Gervásio Maia.

No depoimento, João Agostinho afirma que, na briga registrada durante comício em Guarabira, na noite do sábado (17), “foi tentar amenizar a discussão, porém, foi ameaçado pelo deputado Gervásio, onde o mesmo utilizou o microfone para ameaçar, agredir fisicamente o noticiante”, diz trecho do B.O.

Conforme o boletim registrado, Gervásio teria usado diversas vezes “a expressão preconceituosa tal como: venha negro” contra João Agostinho. O homem nega ter cometido agressões contra contra Gervásio durante a confusão, taxando-as de “infudadas”.

Boletim de ocorrência contra Gervásio Maia por injúria racial

Comício no Brejo termina em briga motivada por espaço de fala

A confusão foi registrada na noite do sábado (17), durante evento de campanha em Guarabira, no Brejo do estado. De um lado, o grupo do deputado federal e presidente estadual do PSB, Gervásio Maia. Do outro, aliados do deputado Raniery Paulino. Ambos grupos apoiam a reeleição do governador João Azevêdo (PSB), que já havia descido do palanque no momento da discussão.

O conflito teria sido motivado devido à ordem das falas dos políticos no palanque do evento.

Segundo o candidato a deputado estadual Renato Meireles (PSB), após o discurso de João Azevêdo e da candidata ao Senado, Pollyanna Dutra, o combinado seria ele falar. O candidato a deputado estadual Célio Alves (PSB), no entanto, pegou o microfone, começou a falar e depois passou a vez para Gervásio, o que teria irritado aliados de Raniery Paulino, que se manifestaram.

“Renato Meireles, apesar de preterido na ordem de fala, esperou pacientemente a conclusão do discurso de Célio momento em que o candidato, mais uma vez, em total desrespeito a organização do evento, passou o microfone ao Deputado Gervasio, sem qualquer anúncio por parte do cerimonial oficial, preterindo-se mais uma vez, o direito de fala de Renato Meireles em sua própria terra. Nesse momento, não foi possível conter a indignação”, diz trecho da nota divulgada pelo candidato Renato Meireles.

“Infelizmente, nesse contexto, o clima esquentou resultando em lamentáveis agressões mútuas no palanque conforme registrado nos vídeos que circulam nas redes, que jamais teriam ocorrido se o recomendável respeito a organização do evento houvesse sido seguido por todos”, completa a nota (Leia na íntegra ao final da matéria).

Em Guarabira, comício termina na delegacia

Gervásio Maia registra boletim por agressão

O deputado federal e presidente estadual do PSB, Gervásio Maia, emitiu nota neste domingo (18) dando sua versão sobre os fatos. Ele afirma ter sido agredido pelas costas no momento da discussão e prestou boletim de ocorrência. A autoria da agressão foi direcionada a João Agostinho, assessor parlamentar lotado no gabinete do deputado estadual Raniery Paulino (Republicanos).

“A cidade de Guarabira sempre foi acolhedora. A atitude mesquinha de poucos não me fará deixar de trabalhar pelo município. O processo eleitoral não pode ser exercido sob as insígnias da violência e da intolerância”, diz nota divulgada por Gervásio Maia.

Evento do PSB reúne candidatos e aliados do governo em Guarabira

Nota do candidato a deputado estadual pelo PSB, Renato Meireles

Aos amigos de Guarabira, da Região do Brejo e a todo povo paraibano.

O candidado a Deputado Estadual Renato Meireles vem, por meio desta, lamentar e explicar o desagradável episódio ocorrido no Comício de encerramento da Caravana 40 na noite deste sábado 17/09/2022 em Guarabira.

Qualquer evento político tem uma organização e um roteiro de falas.

A organização do evento havia definido que após as falas do Governador João, do Deputado Raniery e da Senadora Pollyanna, seria a vez da fala de Renato Meireles e depois do Candidato Célio Alves.

Ocorre que após a fala da Senadora Pollyanna, o candidato Célio pegou o microfone das suas mãos e em total desrespeito a organização do evento, iniciou o seu discurso sem sequer ser anunciado quebrando a ordem estabelecida.

Renato Meireles, apesar de preterido na ordem de fala, esperou pacientemente a conclusão do discurso de Célio momento em que o candidato, mais uma vez, em total desrespeito a organização do evento, passou o microfone ao Deputado Gervasio, sem qualquer anúncio por parte do cerimonial oficial, preterindo-se mais uma vez, o direito de fala de Renato Meireles em sua própria terra.

Nesse momento, não foi possível conter a indignação. Não podia Renato Meireles assistir inerte a tamanho desrespeito a um candidato Guarabirense em sua própria terra causado por candidatos forasteiros que não representam os anseios do nosso povo.

Renato Meireles precisou intervir apenas e tão somente para pedir respeito a sua candidatura e aos guarabirenses que estão dia a dia confiando nesse projeto.

Infelizmente, nesse contexto, o clima esquentou resultando em lamentáveis agressões mútuas no palanque conforme registrado nos vídeos que circulam nas redes, que jamais teriam ocorrido se o recomendável respeito a organização do evento houvesse sido seguido por todos.

Por fim, quero apenas renovar meu compromisso com a minha terra e com o meu povo e dizer sem medo que, onde quer que estejamos, seguiremos sempre com coragem para lutar pelas causas da nossa gente.