João Pessoa 24.13ºC
Campina Grande 21.9ºC
Patos 24.23ºC
IBOVESPA 126548.34
Euro 5.8882
Dólar 5.4714
Peso 0.006
Yuan 0.7527
Conheça 7 usinas de bioenergia que produziram cerca de 430 milhões de litros de “combustível verde” na Paraíba.
10/05/2021 / 07:28
Compartilhe:

Já se foi o tempo em que a cana-de-açúcar dava só caldo. Com o avanço da tecnologia, as usinas são locais onde as matérias-primas se transformam em produtos com valor agregado, não só pela qualidade, mas principalmente pelo respeito ao meio ambiente, o que torna seus produtos altamente competitivos.

Cana-de-açúcar é sinônimo de combustível sustentável, “combustível verde”, que é limpo, moderno e seguro: esse é o etanol. Além desse produto, hoje as usinas reutilizam 100% do resíduo de produção (o bagaço da cana) para transformá-lo em energia que abastece a própria usina e milhares de residências e empresas com a chamada energia renovável.

Na safra 19/20, as usinas de bioenergia da Paraíba produziram 430.387 milhões de litros de etanol. No ano passado, o uso do biocombustível na Paraíba evitou a emissão de 171 mil toneladas de dióxido de carbono (CO2). Mesmo com a pandemia, a safra 20/21 das usinas associadas produziu 387.940 milhões de litros e desse total o mercado paraibano absorveu 146 milhões de litros de etanol que abasteceram o mercado interno através dos postos revendedores entre agosto do ano passado e abril deste ano.

Ao completar com etanol, o consumidor faz rodar não apenas o seu automóvel, mas também o setor sucroenergético, que é de fundamental importância para a economia da Paraíba.

Segundo o Sindicato da Indústria de Fabricação de Álcool na Paraíba (Sindalcool-PB), no último levantamento, realizado em 2018, o setor movimentou R$ 1,5 bilhões com salários, impostos e insumos. A estimativa do Sindalcool-PB é que esse valor é injetado anualmente na economia local.

Em um panorama geral, a cadeia produtiva reúne usinas e destilarias, incluídos 1.500 mil produtores rurais, 21.800 empregos diretos e 44.000 postos de trabalho indiretos em mais de 26 municípios paraibanos. Atualmente, o setor é o que mais emprega no campo.

Essa é uma verdadeira virada de página no que sabíamos sobre as usinas canavieiras. Definitivamente, não é mais aquilo que se mostra nos livros de história. A usina dos tempos modernos é biorrefinaria e biotecnologia pura.

Industrial, Gilvan Celso Cavalcanti de Morais Sobrinho, diretor presidente da Miriri Alimentos e Bioenergia S/A

Cada uma dessas usinas garante condições de trabalho legais totalmente formalizadas de acordo com a legislação atual, em ambientes e regimes saudáveis. Segundo o presidente do Sindalcool-PB, Edmundo Barbosa, a usina evoluiu, mas “falta evoluir a capacidade da sociedade e das autoridades de enxergarem que elas são uma das saídas para a melhoria da economia regional”.

Com essa evolução, veio o desenvolvimento para os trabalhadores. Equipamentos de última geração garantem a segurança na rotina de trabalho, desde o plantio até as funções dentro das usinas, proporcionando o desenvolvimento das comunidades locais ao redor dessas usinas através de ações sócio educativas para os trabalhadores e seus familiares.

Cada usina mantém uma escola em tempo integral para os filhos dos trabalhadores. Todo esse desenvolvimento, além de fazer bem para quem está na linha de frente da produção, gera renda para a Paraíba que hoje é um dos principais produtores da região Nordeste.

Isso também garante o melhor preço para o consumidor final e a melhor margem de lucro para os postos de combustíveis, uma equação que faz bem para todo mundo – produtor + consumidor + comerciante.

Muita se fala em impulsionar a economia paraibana, talvez um bom começo seria valorizar esse segmento que vem dando muito certo e tem o diferencial de ter ações sustentáveis que preservam o meio ambiente, uma tendência cada vez mais em pauta nas agendas das principais economias mundiais.

7 usinas que sustentam o setor sucroenergético da Paraíba para serem conhecidas

O f5online selecionou algumas usinas de açúcar e etanol no estado para que o leitor possa conhecer melhor a indústria desse setor.

Agroindustrial Tabu S/A em Caaporã/PB

Tel.: (83) 3286-2900

Miriri Alimentos e Bioenergia S.A na Fazenda Miriri em Santa Rita/PB

Tel.: (83) 2106-2764

Grupo Olho D’Água – GIASA na Fazenda Ibura em Pedras de Fogo/PB

Tel.: (83) 3651-1150

Japungu Agroindustrial LTDA na Fazenda Japungu em Santa Rita/PB

Tel.: (83) 2106-9800

Japungu Agroindustrial Ltda – Agroval Engenho Santana, s/n – Zona Rural, Santa Rita – PB

Tel: (83) 2106-6969 / (83) 2106-9800

D’Pádua – Destilação, Produção, Agroindústria e Comércio S/A na Fazenda Manibu em Rio Tinto/PB

Tel.: (83) 3297-1025

Usina Monte Alegre S/A na Fazenda Monte Alegre em Mamanguape/PB

Tel.: (83) 3292-2720