João Pessoa 29.13ºC
Campina Grande 26.9ºC
Patos 33.5ºC
IBOVESPA 119788.47
Euro 5.8034
Dólar 5.4079
Peso 0.006
Yuan 0.7455
Conheça as diferenças entre corrida indoor e ao ar livre
09/03/2023 / 15:59
Compartilhe:

Correr é uma excelente atividade física, e muitos médicos recomendam que faça parte da rotina das pessoas. Essa prática é importante pois ajuda a manter o sistema cardiorrespiratório protegido, melhora a circulação sanguínea, gera mais fôlego e resistência, queima calorias e proporciona bem-estar e satisfação. Além de, é claro, evitar que a pessoa tenha um estilo de vida sedentário.

Entretanto, quem está querendo começar a prática agora ou está voltando de alguma lesão se pergunta: quais são as diferenças da corrida indoor, praticada na esteira de casa ou na academia, para a corrida feita ao ar livre? Existe alguma que é mais indicada? Antes de calçar o seu tênis de corrida e começar a correr, conheça as vantagens e desvantagens de cada um desses ambientes no texto abaixo.

Correr na esteira

A esteira é projetada com o objetivo de simular a prática de corrida ou caminhada. Ela costuma ser muito indicada para praticantes que estão retornando de uma lesão ou para quem está fora das condições físicas ideais. 

Seu grande diferencial é a possibilidade de ajustar o treino para o ritmo desejado, controlando e alterando a velocidade e não sofrendo com alterações. Assim, a pessoa pode alternar entre momentos de corrida mais intensos e aqueles mais suaves para recuperar o fôlego. Outro ponto é a possibilidade de planejar como será o treino, definindo, por exemplo, inclinações e distâncias pré-determinadas, o que permite mais diversidade para o praticante.

Além disso, correr na esteira oferece menos impacto na articulação quando comparado à corrida nas ruas. Aqui, não é preciso se preocupar com um terreno irregular, o que inclusive diminui as chances de ter uma lesão, já que o piso do equipamento é regular e plano. Por ser feita em um ambiente interno, a corrida na esteira não exige preocupações com as condições climáticas, e a atividade pode ser realizada mesmo em dias de chuva, vento forte ou com temperaturas mais baixas.

A principal desvantagem de correr na esteira é que muitos praticantes relatam que ela não é tão “libertadora” quanto correr na rua. Isso faz com que a atividade se torne mais monótona, o que pode desmotivar essa prática a longo prazo. Outro ponto é que, por falta de obstáculos e por geralmente as pessoas não praticarem com mudança de inclinação, a atividade acaba queimando menos calorias do que a outra modalidade.

Correr na rua

Por outro lado, a corrida na rua oferece a oportunidade do corredor ter mais liberdade, além de um diferencial muito importante: ter contato com o meio ambiente. Correr em praças, parques ou áreas arborizadas na cidade gera uma sensação agradável de bem-estar durante a prática esportiva. Assim, a pessoa fica mais motivada em continuar correndo, desfrutando ao máximo dessa atividade.

A chance de conhecer novos lugares e paisagens também é um diferencial, tornando a corrida um bom momento para explorar o desconhecido. Porém, o grande diferencial é a queima de calorias. Correr na rua gasta mais energia, uma vez que a pessoa deve trabalhar em diversos terrenos, lidando ainda com a resistência do vento. O resultado disso é o maior gasto calórico, o que torna essa opção mais atrativa para quem tem o objetivo de perder peso.

Segundo a ciência, a corrida na rua também proporciona um maior reforço muscular da pessoa, tornando a área dos quadríceps (principalmente os glúteos) mais forte e definida. Além disso, a atividade ao ar livre acaba motivando a pessoa a continuar na prática por mais tempo se comparado a pessoas que correm na esteira.

Porém, também existem desvantagens. O corredor fica suscetível às condições climáticas, podendo sofrer com o calor intenso ou o início de uma chuva inesperada. A corrida na rua também não conta com a presença de um instrutor que possa orientar sobre o ritmo e corrigir a passada, por exemplo.

Um ponto que acaba desmotivando muitos atletas a correrem ao ar livre é a falta de segurança para correr em alguns locais externos. Outro fator que pesa bastante negativamente — e merece atenção dos corredores — são as condições do local da corrida. Correr em um local desgastado e mal conservado oferece riscos para a integridade física, já que tropeços ou quedas podem acabar machucando bastante.