João Pessoa 28.13ºC
Campina Grande 26.9ºC
Patos 32.92ºC
IBOVESPA 127060.43
Euro 5.8537
Dólar 5.4182
Peso 0.0059
Yuan 0.7451
DANOS MORAIS: Bar do Cuscuz vida alvo do Ministério Público por acusação de homofobia
26/04/2023 / 18:00
Compartilhe:
O Bar do Cuscuz volta a ser destaque por acusações homofobia. O Ministério Público da Paraíba abriu um procedimento administrativo para apurar uma denúncia contra o estabelecimento localizado no bairro de Cabo Branco, em João Pessoa. Os proprietários têm 15 dias para aceitar o acordo de reparação de danos morais coletivos para evitar que a ação seja judicializada.

Uma mulher denunciou o bar após sofrer discriminação quando estava em um momento de carinho com a irmã. De acordo com a denúncia, um garçom teria agido de forma preconceituosa ao afirmar que as irmãs estavam “constragendo outros clientes”. O caso aconteceu no dia 27 de agosto de 2022.

Após receber a denúncia, o Ministério Público entendeu que houve homofobia por parte do funcionário do bar e resolveu abrir um procedimento administrativo para apurar o caso. O órgão notificou o Bar do Cuscuz e deu um prazo de 15 dias para o estabelecimento aceitar a proposta de Termo de Ajustamento de Conduta, com o objetivo de reparar os danos morais à comunidade LGBTQI+ e evitar a judicialização do caso.

O termo de ajustamento de conduta é um acordo que o Ministério Público celebra com o violador de determinado direito coletivo. O instrumento tem a finalidade de impedir a continuidade da situação de ilegalidade, reparar o dano ao direito coletivo e evitar a ação judicial.