João Pessoa 22.13ºC
Campina Grande 20.9ºC
Patos 19.87ºC
IBOVESPA 121341.13
Euro 5.8132
Dólar 5.4301
Peso 0.006
Yuan 0.748
Desafiando o poder público, mulher continua cadastrando pessoas para ocupar lotes em área de preservação permanente em João Pessoa
04/07/2023 / 22:12
Compartilhe:

Mesmo com uma série de denúncias de moradores e investigações do Ministério Público Federal, um grupo liderado por Claudia Alvez Bezerra, continua desafiando autoridades e cadastrando abertamente pessoas para ocupar uma área de preservação ambiental, localizada na Praia do Sol em João Pessoa.

Levantamento feito semana passada pelo Ministério Público Federal aponta que a invasão já destruiu uma enorme área de vegetação nativa e que providências devem ser tomadas nas próximas semanas.

Cláudia Alves Bezerra, já responde processo na justiça por tentar se apropriar de um terreno pertencente ao casal Ivanildo Soares de Brito e Eva Evangelista de Brito.

Técnicos da prefeitura ligados à secretaria de Meio Ambiente não descartam a possibilidade de Cláudia Alves Bezerra atuar profissionalmente invadindo áreas desde 2008, visando enriquecimento ilícito. Nas últimas horas, eles receberam informações de que agentes políticos teriam orientado Cláudia Bezerra a seguir atraindo “associados” para compensar a saída de pessoas da área invadida.

Em uma das áreas invadidas na Praia do Sol, os levantamentos da Prefeitura de João Pessoa, já constataram o envolvimento de servidores públicos, policiais militares e até agentes políticos.

A Semam tem apurado a possível comercialização dos lotes divididos e demarcados concretizados por uma associação, presidida por Cláudia Bezerra e com a intermediação de corretores de imóveis que atuam na região.

A prefeitura também tem recebido informações de um suposto pagamento de propina para policiais para evitar apreensões de máquinas usadas no desmatamento e na abertura irregular de ruas nos loteamentos.