João Pessoa 22.13ºC
Campina Grande 18.9ºC
Patos 21ºC
IBOVESPA 124729.4
Euro 5.5522
Dólar 5.1707
Peso 0.0058
Yuan 0.7138
Despertando para o futuro: a necessidade urgente de formações em ESG e ODS
28/05/2023 / 17:05
Compartilhe:

Vivemos em um momento crucial da história da humanidade, em que a crise climática se torna cada vez mais evidente e as consequências de nossas ações no dia a dia ecoam pelo planeta, sendo imperativo um despertar coletivo para as urgências que estão por vir.

Penso que todos concordamos com esse ponto, no entanto, o futuro da humanidade depende mais do que ações individuais; depende de termos especialistas, experts mesmo, dispostos a enfrentar os desafios que se impõem, pesquisando e buscando alternativas viáveis para salvar nosso planeta, nossos biomas e, em última análise, nossas futuras gerações.

A boa notícia é que já existem, mundo afora, um cem número de formações em  ESG (Environmental, Social and Governance) e em ODS’s (Objetivos de Desenvolvimento Sustentável).  A notícia ruim é que ainda é preciso muitos, mas muitos especialistas dispostos a lutar este bom combate em prol de tudo e de todos. Há um lado bom nessa notícias ruim… eh eh eh… A oportunidade de profissão e carreira, mas é necessário começar ontem (sic).

Imagine um gigantesco iceberg derretendo em pleno oceano, representando o futuro da humanidade. Cada gota d’água que escorre desse iceberg é uma consequência de nossas ações diárias, insustentáveis. Cada emissão desenfreada de gases de efeito estufa, cada desmatamento desenfreado, cada poluição desenfreada é uma gota, um balde, uma piscina, um lago, um riacho, um rio, um mar de consequências irreversíveis, que poderá colapsar esse iceberg, ou seja, o seu desaparecimento. E sim, somos todos, sem exceção, responsáveis pela formação desse oceano de destruição que se avizinha.

Antes que essas palavras te amedrontem, saiba que, assim como um guia em meio à escuridão, as formações em ESG e ODS surgem como uma possibilidade de luz no caminho e ainda podemos contar com a inteligência e o poder de superação do homo sapiens que já nos deu os motores, o telégrafo, a eletricidade, o automóvel, o avião, o computador, a internet, energias renováveis, nos levou e levará à lua e, agora, criou a inteligência artificial com milhões de possibilidades.

Como disse acima, uma coisa é certa: Será necessário um despertar coletivo, todos, especialistas ou não, agindo juntos e tendo a clara compreensão da importância de integrar aspectos ambientais, sociais e de governança em nossas decisões e práticas diárias.

 

Se as políticas de ESG são o guia, as ODS´s (Objetivos de Desenvolvimento Sustentável), por sua vez, são como um mapa detalhado para alcançarmos um mundo melhor e evitarmos colapsos sem precedentes, mostrando os destinos a serem alcançados: erradicar a pobreza, garantir a igualdade de gênero, promover a educação de qualidade, combater as mudanças climáticas, entre outros objetivos essenciais. São as metas que devemos perseguir como sociedade e como cidadãos, guiando-nos na construção de um futuro sustentável e justo para todos, um futuro.

Sim, o mundo clama por especialistas e cidadãos comprometidos com a causa da sustentabilidade, verdadeiros agentes de transformação, da reversão dos danos já instalados e na prevenção de uma degradação ainda maior. Podemos chamar esses agentes de alquimistas modernos, capazes de transformar a irresponsabilidade em responsabilidade, o caos em ordem e o individualismo em solidariedade.

Finalizo deixando a seguinte frase como reflexão:

“Não há planeta B.” – Anônimo