João Pessoa 22.13ºC
Campina Grande 20.9ºC
Patos 20.96ºC
IBOVESPA 128293.61
Euro 5.8516
Dólar 5.4398
Peso 0.0059
Yuan 0.7489
“É uma área que todos evitam voar”, diz piloto que trabalha há dez anos em Caratinga
06/11/2021 / 09:24
Compartilhe:

A Companhia Energética de Minas Gerais (Cemig) confirmou nesta sexta-feira (5) que o avião bimotor que transportava a cantora Marília Mendonça e mais quatro pessoas atingiu um cabo de uma torre de distribuição da empresa, em Piedade de Caratinga, no Vale do Rio Doce, antes de cair em uma área de cachoeira.

A Aeronáutica segue apurando as possíveis causas do acidente, que tirou a vida da cantora de 26 anos, do produtor Henrique Ribeiro, do tio e assessor da artista, Abicieli Silveira Dias Filho, além do piloto Geraldo Martins de Medeiros e do copiloto Tarciso Pessoa Viana.

O bimotor King Air da Beech Aircraft, fabricado em 1984, decolou de Goiânia com destino à Caratinga, onde Marília se apresentaria na noite desta sexta-feira (5). A aeronave caiu em uma cachoeira a 2 quilômetros da pista onde faria o pouso.

Informações preliminares são de que o avião “rasgou” os fios de alta tensão ligadas a uma torre próximo ao local. Uma testemunha relatou às autoridades que, após colidir contra os fios, o avião teria perdido um motor. A FAB irá fazer uma perícia nos destroços do avião, ouvir testemunhas das pistas de pouso de onde o avião decolou e do destino, recuperar documentos, dados de inspeções técnicas, de manutenção do avião, além de ver a qualidade do combustível usado na operação.

“É uma área que todos os pilotos evitam voar”

Em entrevista ao Estadão, o piloto Rafael Lacerda, que trabalha há dez anos sobrevoando a área de Caratinga, disse que os os fios naquela região costumam atrapalhar o pouso. “Aquela é uma área que todos os pilotos evitam voar. A gente não sabe por que ele decidiu ir por ali”.

“Para nós que estamos acostumados, os fios não chegam a atrapalhar. Mas eles estão em um setor de muita aproximação e com o relevo muito alto, então é uma área que todos os pilotos evitam”, disse Rafael.

Velório da cantora Marília Mendonça está previsto para começar às 13h da tarde deste sábado (6), em Goiânia – Foto: Reprodução

Velório público

No início da manhã deste sábado (6), os corpos de Marília Mendonça e do tio e assessor dela, Abicieli Silveira Dias Filho, saíram do aeroporto regional de Ubaporanga, no Leste de Minas Gerais, a caminho de Goiânia, onde será realizado o velório público previsto para iniciar às 13h da tarde de hoje. São esperadas cerca de 100 mil pessoas.

Já o corpo do produtor do produtor Henrique Ribeiro permanece no aeroporto a espera do avião que irá transportá-lo para Salvador.

Os corpos do piloto, Geraldo Martins de Medeiros Júnior, e do copiloto, Tarciso Pessoa Viana, já foram liberados do Instituto Médico Legal de Caratinga na manhã desse sábado e estão na funerária. Ainda hoje está previsto o transporte dos corpos para Brasília.

Da Redação com informações do G1 e Estadão