João Pessoa 30.13ºC
Campina Grande 27.9ºC
Patos 34.5ºC
IBOVESPA 124729.4
Euro 5.6025
Dólar 5.1645
Peso 0.0058
Yuan 0.7135
EM CG: Ciro diz que pretende refinanciar a dívida de empresas e de famílias brasileiras e implantar novo sistema previdenciário
16/09/2022 / 21:15
Compartilhe:

Ciro Gomes (PDT) esteve em Campina Grande na manhã desta sexta-feira (16), onde cumpriu agenda política ao lado candidato ao Governo Pedro Cunha Lima (PDB), o concorrente ao Senado Federal André Ribeiro (PDT), e candidatos a deputado estadual e federal pelo partido.

O presidenciável disse que uma das suas propostas implantar ações para reduzir a dívida de empresas brasileiras. Segundo informou, já são mais de seis milhões de endividadas e prestes a entrar em falência. O candidato também mostrou preocupação com as famílias que estariam também com dívidas.

“O Brasil está condenando o seu comércio, sua indústria a praticamente a entrar na falência generalizada. Eu tenho um projeto de refinanciar todo o passivo dessas empresas. Isso vai tirar a corda do pescoço. Porém, preciso fazer que da porta pra trás, o freguês possa comprar de novo. E nesse ponto preciso refinanciar a divida das famílias, que são 66.600 milhões pessoas”, revelou.

Na visita a Rainha da Borborema, Ciro informou que pretende implantar um novo sistema previdenciário no país, se baseando em três tripés. O primeiro deles é instituir um programa de reonda mínima como um direito previdenciário. “Serão mil reais por domicílio, e a fonte do recurso já está toda prevista”, detalhou.

O segundo tripé é instituir o regime de repartição aos trabalhadores da iniciativa pública/privada que, ao dar início a relação formal de trabalho, passe a ter um teto único. O último tripé seria um regime de adesão voluntária de capitalização, que seria usado para quem pretende ganhar acima do teto. Nesse caso, o contribuinte entra com um aporte em capitalização.