25.1 C
João Pessoa
23.9 C
Campina Grande
25.5 C
Brasília

Em mensagem de Páscoa, papa pede distribuição de vacinas aos países pobres

Francisco também chama de 'escandolosos' conflitos armados e gasto militar

04/04/2021 10h24

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) – Na basílica de São Pedro quase vazia, o papa Francisco pediu neste domingo de Páscoa (4) à comunidade internacional a rápida distribuição de vacinas contra a Covid, sobretudo para os países pobres, e chamou de “escandalosos” os conflitos armados e o gasto militar durante a pandemia.

Leia Também

Com o coronavírus, este foi o segundo ano seguido em que as celebrações de Páscoa ficaram esvaziadas -havia apenas um pequeno grupo de pessoas em um altar secundário da basílica durante a missa, ao invés de multidões na igreja ou na praça do lado de fora.

“A pandemia ainda está em pleno curso, a crise social e econômica são muito graves, especialmente para os mais pobres; e apesar de tudo -e isso é escandaloso-, os conflitos armados não cessam e os arsenais militares são reforçados”, criticou o papa durante sua homilia, antes da bênção Urbi et Orbi (à cidade e ao mundo).

Em relação aos conflitos, ele citou a Síria, “onde milhões de pessoas vivem atualmente em condições desumanas”, o Iêmen, “cujas vicissitudes estão cercadas de um silêncio ensurdecedor e escandaloso”, e a Líbia, “onde finalmente se vislumbra a saída de uma década de contendas e enfrentamentos sangrentos”.

Francisco, que muitas vezes clamou pelo desarmamento e pelo banimento total da posse de armas nucleares, disse: “Ainda há muitas guerras e muita violência no mundo. Que o Senhor, que é a nossa paz, nos ajude a vencer o mentalidade de guerra.”

Além das populações que sofrem com os conflitos, o papa dedicou a missa aos mais vulneráveis, aos doentes de Covid-19 e aos migrantes.

Após homenagear médicos e enfermeiras na linha de frente da pandemia, o papa lembrou que as vacinas são uma ferramenta essencial nesta luta, e pediu que a comunidade internacional se comprometa a suprir os atrasos na distribuição.

Francisco, que normalmente teria feito o discurso para até 100 mil pessoas na praça de São Pedro, falou para menos de 200 na igreja enquanto a mensagem era transmitida para dezenas de milhões em todo o mundo.

A praça estava vazia, exceto por alguns policiais que impunham um rígido bloqueio nacional de três dias.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

#PUBLICIDADE#

Mais Lidas

Polícial Rodoviária Federal morre em Cabedelo

A policial rodoviária federal Renata Maia Pimenta, de 42 anos, morreu na noite desta sexta-feira (20) no prédio onde...

DATAVOX: João Azevêdo lidera com 40,7% das intenções de voto na 1ª pesquisa para governo da PB em 2022

Realizada em parceria entre o Instituto Datavox e o portal PB Agora, a pesquisa aponta o deputado federal Pedro Cunha Lima (PSDB) em segundo lugar, com 14,2%. Em seguida vem o senador Veneziano Vital (MDB), com 6,6%, o ex-prefeito de João Pessoa, Luciano Cartaxo (PT) com 5,9%, Nilvan Ferreira (PTB) com 3,2% e a vice-governadora do estado, Lígia Feliciano (PDT) com 1%. Indecisos somam 20,3%, enquanto brancos e nulos representam 8,1%.

Palco desaba e deixa formandos de medicina feridos na Grande João Pessoa

Duas  pessoas  foram socorridas com traumatismo craniano encefálico (TCE) após parte da estrutura de um palco desabar, no final da tarde deste sábado (21),...

15 possíveis temas de redação para o Enem 2022

O Portal Nacional da Educação divulgou uma lista com os possíveis temas de redação para as provas do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem),...

ENQUETE F5: Se as eleições fossem hoje Pedro Cunha Lima seria o novo governador da Paraíba

O programa F5 da Rádio POP FM realizou uma enquete com os ouvintes e expectadores que acompanharam a transmissão pelo YouTube da edição desta...
#PUBLICIDADE#

ACHAMOS QUE VOCÊ VAI GOSTAR

#PUBLICIDADE#