João Pessoa 24.13ºC
Campina Grande 21.9ºC
Patos 23.09ºC
IBOVESPA 120767.19
Euro 5.7467
Dólar 5.3436
Peso 0.0059
Yuan 0.7374
Marina Lima e Fernanda Abreu celebram os 25 anos do Festival MADA em Natal
14/07/2023 / 09:28
Compartilhe:

As bodas de prata do Festival MADA – Música Alimento da Alma serão comemoradas em grande estilo com o encontro – único no Nordeste – das cantoras Fernanda Abreu e Marina Lima. Marcado para acontecer nos dias 13 e 14 de outubro, na Arena das Dunas, em Natal (RN), o evento é reconhecido por colocar o Nordeste na rota dos principais artistas da cena musical brasileira, além de unir atrações nacionais, internacionais e potiguares no mesmo palco.

Além do encontro das cantoras cariocas, que partiu de um convite do COALA para a edição deste ano, o Festival MADA também contará com shows de Margareth Menezes, Luedji Luna, Liniker, Marina Sena, Getúlio Abelha, TUM, Gracinha, Terno Rei, Matuê, Baco Exu do Blues e Gaby Amarantos.

Mais novidades serão divulgadas em breve, entretanto, o presente principal do festival para o público é a ocupação completa do gramado da Arena das Dunas, o que vai proporcionar uma circulação ainda melhor para o público que ano passado esgotou os ingressos, somando 25 mil pessoas.

Os ingressos do segundo lote vão de R$110 a R$480 e estão disponíveis aqui

Do Rio de Janeiro ao Rio Grande do Norte 

Vinte anos passaram desde que Fernanda Abreu apresentou a turnê Entidade Urbana na edição de 2003 do Festival MADA. Desde então, a capital potiguar não assistiu a cantora carioca nos palcos. Enquanto isso, Marina Lima não leva seu repertório a Natal desde 2019, quando fez parte do projeto gratuito Elas por Elas, ao lado de mulheres representantes da música popular brasileira. 

Responsável pela criação de uma linguagem pop que mistura elementos da dance music com ritmos urbanos tipicamente brasileiros – como o funk carioca, Fernanda Abreu ganhou os holofotes com a banda Blitz. Em 1990, lançou seu primeiro disco solo, o “SLA Radical Dance Disco Club”, até hoje coleciona hits como “Rio 40 Graus”, “Veneno da Lata” e “Kátia Flávia, a Godiva do Irajá”. Sobre o show no festival ela comenta: “Há tempos queria voltar a me apresentar no MADA. E agora chegou a hora com esse show com a Marina Lima. Tenho certeza que vai ser lindo!”

Sinônimo de inventividade, Marina Lima estreou na Indústria Musical com a composição da música “Meu Doce Amor”, gravada por Gal Costa. Desde o lançamento de seu primeiro disco “Simples Como Fogo”, em 1979, Marina navegou entre o rock e a MPB, colecionando sucessos como “Fullgás”, “Uma Noite e Meia” e “Virgem”.

Trajetória essa que inspirou Fernanda Abreu no início da carreira: “Marina Lima é uma referência pra mim desde o início dos anos 80 com sua voz, suas composições, sua atitude e sua arte sempre instigantes. Nossa parceria nesse show vai ser uma mistura de rock/MPB que Marina domina com Pop dançante brasileiro que é a minha linguagem desde 1990.”