João Pessoa 23.13ºC
Campina Grande 20.9ºC
Patos 21.34ºC
IBOVESPA 128293.61
Euro 5.8516
Dólar 5.4398
Peso 0.0059
Yuan 0.7488
Escola Superior da Magistratura oferece 50 vagas para curso de Gestão de Sustentabilidade Socioambiental
29/10/2021 / 07:22
Compartilhe:

A Escola Superior da Magistratura (Esma) do Tribunal de Justiça da Paraíba vai disponibilizar 50 vagas para gerentes de fóruns interessados em participar do Curso Gestão de Sustentabilidade Socioambiental, na modalidade de Ensino a Distância (Ead). As inscrições começam nesta segunda-feira (1º) e vão até o próximo dia 5, uma sexta-feira. A capacitação tem uma carga horária de 40 horas, com período de realização entre os dias 11 de novembro a 17 de dezembro. A iniciativa está de acordo com a Resolução nº 35/2020 do TJPB, que dispõe sobre o Planejamento e Gestão Estratégica, no âmbito do Poder Judiciário estadual, para o sexênio 2021-2026.

O objetivo geral do Curso de formação continuada, que será ministrado pela consultora em Gestão Ambiental, Viviane Santos, é capacitar servidores para atuarem nas questões relacionadas à sustentabilidade socioambiental institucional.

De forma específica serão debatidas as concepções acerca da temática da sustentabilidade e sua relação com as ações desenvolvidas no ambiente de trabalho; o desenvolvimento de competências que permitam aos servidores agirem como agentes transformadores e gestores de ações socioambientais; estimular a efetividade de ações socioambientais, além de apresentar experiências exitosas de gestão socioambiental e sensibilizar os atores sociais envolvidos para a corresponsabilização no processo de implantação do Plano de Logística Sustentável do Tribunal de Justiça da Paraíba.

Ao conclamar todos os gerentes de fóruns para que participem do Curso Gestão de Sustentabilidade Socioambiental, a juíza titular da 6ª Vara Cível de João Pessoa e coordenadora do Macrodesafio-Promoção da Sustentabilidade do TJPB, Ana Amélia Andrade Alecrim Câmara, disse que esse projeto foi eleito como prioritário. “Mais do que nunca, somos chamados a dar nossa contribuição para uma agenda de trabalho com relevância socioambiental nas nossas atividades enquanto servidores públicos”, pontuou a magistrada, que também exerce a função de diretora adjunta do Núcleo Permanente de Métodos Consensuais de Solução de Conflitos (Nupemec).

“A gestão pública nos convoca à administração de recursos de forma racional e eficiente, que vão se tornando mais dispendiosos e escassos, enquanto permanecemos atrelados aos objetivos fundamentais do Estado, dentre os quais, avulta o de promover o bem comum e o desenvolvimento sustentável”, avaliou Ana Amélia. Ela disse, ainda, que o curso de gestão socioambiental visa contribuir para o macrodesafio de promover a sustentabilidade, estimulando a implantação de práticas socioambientais sustentáveis.