28.1 C
João Pessoa
22.9 C
Campina Grande
23.5 C
Brasília

Escolas municipais de Santa Rita devem disponibilizar cuidadores e intérpretes

O Procedimento Administrativo foi instaurado em razão das várias denúncias recebidas dos pais de alunos da rede escolar pública municipal

O Município de Santa Rita foi condenado pela juíza titular da 2ª Vara Mista da Comarca, Maria dos Remédios Pordeus Pedrosa, a fornecer às crianças e adolescentes matriculadas ou que venham a se matricular na rede pública municipal de ensino, o acompanhamento individual por cuidadores, intérpretes e auxiliares. A sentença observou as necessidades individuais de cada criança/adolescente, relativamente às suas necessidades pessoais, dentro e extensivamente fora da escola nos casos específicos, de modo a garantir o cumprimento da Constituição Federal, da Lei 8.069/90 e da Lei nº 13.146/2015.

O descumprimento da decisão importará na aplicação de multa, no valor diário de R$ 5.000,00 a incidir sobre o patrimônio pessoal do prefeito de Santa Rita e igualmente pelo ente público, em caso de descumprimento, a ser revertida em favor do Fundo Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente.

Leia Também

A sentença foi prolatada na Ação Civil Pública nº 0801221-07.2019.815.0331, movida pelo Ministério Público estadual, com base no Procedimento Administrativo nº 08/2017 – 015.2018.000607. Conforme os autos, o Procedimento Administrativo foi instaurado em razão das várias denúncias recebidas dos pais de alunos da rede escolar pública municipal, no tocante à retirada e dispensa pelo município dos cuidadores e intérpretes que prestam auxílio às crianças e adolescentes com necessidades especiais em sala de aula.

Notificado, o representante do Município afirmou possuir, em novembro de 2017, um total de 22 cuidadores e seis intérpretes contratados, admitindo não ser este o número de ideal para a demanda, após o que seguiram-se várias demissões, informando o Município, em maio de 2018, a impossibilidade de prover tais funções em virtude da limitação imposta pela Lei de Responsabilidade Fiscal.

Em um trecho da sentença, a juíza ressalta que a política de atendimento reclama envolvimento da administração pública municipal e estipula dentre suas linhas de ação a criação e manutenção de programas de assistência social, em caráter supletivo, para aqueles que deles necessitem e, por outro lado, determina como diretrizes da política de atendimento, dentre outras, a municipalização do atendimento e a criação e manutenção de programas específicos, observada a descentralização político-administrativa.

“Surge para o Município, então, a obrigação inarredável de, priorizando à criança e ao adolescente e obedecendo à descentralização político-administrativa, implantar programas específicos que venham a atender as necessidades dos diversos atores frente aos problemas enfrentados pelas crianças e adolescentes da localidade”, sustentou a juíza Remédios Pordeus.

A magistrada determinou, ainda, que o Município de Santa Rita deverá fornecer às crianças e adolescentes matriculadas ou que venham a se matricular na rede pública municipal de ensino e diagnosticadas com deficiência auditiva ou surdez, o acompanhamento em sala de aula por profissional com formação para interpretação em Libras, de modo a garantir o cumprimento da Constituição Federal, Lei 8.069/90 e da Lei nº 13.146/2015; bem como promover as ações necessárias à garantia orçamentária, em caráter especial, de modo a viabilizar a contratação e manutenção dos profissionais acima apontados.

Ainda foi estabelecido que será incluído no orçamento municipal, de forma permanente, a política pública de atenção à criança e adolescente portadora de necessidades especiais em sala de aula e extensivamente fora dela, para os casos necessários, de modo a assegurar o direito à educação na forma determinada pela Legislação em vigor, além de aquisição e fornecimento de materiais didáticos, mobiliário e demais equipamentos e instrumentos destinados ao uso destes profissionais no desempenho de suas atividades.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

#PUBLICIDADE#

Mais Lidas

ENQUETE F5: Se as eleições fossem hoje Pedro Cunha Lima seria o novo governador da Paraíba

O programa F5 da Rádio POP FM realizou uma enquete com os ouvintes e expectadores que acompanharam a transmissão...

DATAVOX: João Azevêdo lidera com 40,7% das intenções de voto na 1ª pesquisa para governo da PB em 2022

Realizada em parceria entre o Instituto Datavox e o portal PB Agora, a pesquisa aponta o deputado federal Pedro Cunha Lima (PSDB) em segundo lugar, com 14,2%. Em seguida vem o senador Veneziano Vital (MDB), com 6,6%, o ex-prefeito de João Pessoa, Luciano Cartaxo (PT) com 5,9%, Nilvan Ferreira (PTB) com 3,2% e a vice-governadora do estado, Lígia Feliciano (PDT) com 1%. Indecisos somam 20,3%, enquanto brancos e nulos representam 8,1%.

Palco desaba e deixa formandos de medicina feridos na Grande João Pessoa

Duas  pessoas  foram socorridas com traumatismo craniano encefálico (TCE) após parte da estrutura de um palco desabar, no final da tarde deste sábado (21),...

15 possíveis temas de redação para o Enem 2022

O Portal Nacional da Educação divulgou uma lista com os possíveis temas de redação para as provas do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem),...

Polícial Rodoviária Federal morre em Cabedelo

A policial rodoviária federal Renata Maia Pimenta, de 42 anos, morreu na noite desta sexta-feira (20) no prédio onde morava em Cabedelo. A informação...
#PUBLICIDADE#

ACHAMOS QUE VOCÊ VAI GOSTAR

#PUBLICIDADE#