João Pessoa 25.13ºC
Campina Grande 22.9ºC
Patos 26.07ºC
IBOVESPA 121407.33
Euro 5.7563
Dólar 5.3016
Peso 0.0059
Yuan 0.7315
Estado assina implantação do programa de combate à violência contra a mulher
03/06/2024 / 15:54
Compartilhe:
Termo de cooperação prevê implantação do programa de combate à violência contra a mulher na Paraíba – Fotos: José Marques

O governador do estado João Azevêdo (PSB) assinou, nesta segunda-feira (3/6), termo de cooperação técnica entre Governo da Paraíba, o Tribunal da Justiça da Paraíba (TJPB) e a Fundação Parque Tecnológico (PactcPB) para implantação do programa ‘Antes que Aconteça’, idealizado pela senadora Daniella Ribeiro (PSD-PB). A solenidade foi realizada na Sala de Sessões do TJPB, em João Pessoa.

A iniciativa prevê campanha educativa nas escolas, instalação de salas lilás em delegacias comuns, cursos de defesa pessoal voltado para as mulheres, monitoramento eletrônico e tecnologia, e a autonomia da mulher por meio do empreendedorismo feminino.

Daniella Ribeiro destacou as ações integradas entre o poder público e as universidades para a implementação do programa que se inicia pela Paraíba. “O nosso estado será pioneiro e modelo para o país do programa Antes que Aconteça. Garantimos um orçamento no valor de R$ 315 milhões, quando presidimos a Comissão Mista de Orçamento para iniciar este projeto, que atua na atenção e prevenção ao feminicídio e também prevê o uso da tecnologia e incentivo ao empreendedorismo feminino”, disse.

Receba as notícias do F5Online no WhatsApp

O presidente do Tribunal de Justiça da Paraíba, desembargador João Benedito pontuou que “esse é um momento muito significativo em que se busca reduzir  a escalada de violência contra a mulher. Estamos unidos em torno de uma causa comum, ficamos muito honrados de assinar esse termo de cooperação e vamos auxiliar na execução do projeto dentro das esferas que atuamos”.

“A política pública precisa de recursos, e o Congresso Nacional, destinando uma verba considerável para o desenvolvimento dessas ações é muito positivo porque representa um novo olhar do orçamento da União. Isso também é importante porque prevê a implementação de salas lilás nas delegacias, encorajando as mulheres a denunciar. Além disso, o programa prevê ampliação do acesso à escolaridade, potencializando esse enfrentamento às violências”, comentou a secretária de estado da Mulher e da Diversidade Humana na Paraíba, Lídia Moura.

A diretora técnica do PaqtcPB, Nadja Oliveira explicou a atuação do órgão no programa ‘Antes que Aconteça’. “Nós vamos desenvolver e implementar dispositivos tecnológicos para que a gente consiga fazer o monitoramento e combater a violência contra a mulher de forma mais eficaz e vamos promover pesquisa, inovação, empreendedorismo social e letramento digital para que as mulheres possam fazer a denúncia eletrônica através dos dispositivos tecnológicos. O ciclo da violência só é quebrado quando há uma transformação na educação, no machismo estrutural e na independência econômica”, relatou.