João Pessoa 25.13ºC
Campina Grande 22.9ºC
Patos 31.9ºC
IBOVESPA 121341.13
Euro 5.8132
Dólar 5.4301
Peso 0.006
Yuan 0.748
Fórum Nacional de Governadores oferece envio de forças policiais para ajudar em Brasília
08/01/2023 / 18:24
Compartilhe:

Em reunião de emergência neste domingo (8), o Fórum Nacional de Governadores decidiu oferecer o envio de forças policiais para ajudar na segurança da área central de Brasília. O gesto é uma reação aos atos de terrorismo registrados na Capital Federal, realizado por apoiadores do ex-presidente Jair Bolsonaro.

O comunicado do reforço policial já foi feito ao presidente Luiz Inácio Lula da Silva por intermédio do ministro da Justiça, Flávio Dino.

O Governo tentava, até o fim da tarde, evitar a decretação de uma garantia da lei e da ordem (GLO). A intenção, até ali, era atuar com a Polícia Federal e a Força Nacional, em conjunto com a PM do DF e eventuais reforços estaduais.

O grupo invadiu os prédios do Congresso Nacional, do Palácio do Planalto e do Supremo Tribunal Federal – as sedes dos três poderes da República – e vandalizou vidraças, mobília, documentos e obras de arte.

Nota de repúdio

O Fórum Nacional de Governadores externa sua absoluta repulsa ao testemunhar os gravíssimos e inaceitáveis episódios registrados hoje no Distrito Federal, os quais revelam a invasão da Praça dos Três Poderes, seguida da ilegal vandalização das dependências do Palácio do Planalto, do Congresso Nacional e do Supremo Tribunal Federal por manifestantes golpistas, irresignados com o resultado das eleições legitimamente encerradas no País, e publica a presente nota de apoio à democracia, condenando quaisquer atitudes violentas e posturas irresponsáveis que ponham em risco a integridade do estado democrático de direito.

As Governadoras e os Governadores brasileiros, colocando-se à disposição para o envio de forças militares estaduais destinadas a apoiar a situação de normalidade nacional, exigem a apuração das origens dessa movimentação absurda e a adoção de medidas enérgicas contra os extremistas e aqueles que permitiram, por negligência ou conveniência, tal situação, bem como a subsequente penalização de seus responsáveis.