Morreu na noite desta terça-feira, 9, em João Pessoa, Paulo Fernando Cavalcanti de Morais, de 76 anos. Ele sofreu uma parada cardíaca, mas tinha câncer no pâncreas e também sofreu com meningite. O empresário foi velado em João Pessoa, na Paraíba, e enterrado em Timbauba, no interior do Pernambuco, junto aos pais. Fernando era um dos mais importantes nomes do setor de produção de etanol e açúcar no Brasil.

Leia Também

A história profissional do empresário começou 1980, quando foi fundado o Grupo Japungu. Na época, Paulo Fernando Cavalcanti de Morais, Luismar Melo e José Ivanildo Cavalcanti de Morais adquiriram a usina Japungu, na Paraíba.

Em 1996, fundaram a Agroval e, em 2001, começaram a atuar na região Centro-Sul, com a aquisição da CRV Industrial. A paixão pela cana-de-açúcar atravessa gerações da família de Paulo Fernando Cavalcanti de Morais, integrante da tradicional família Cavalcanti de Morais, que produz cana desde a época dos engenhos.

Desde 1958, através do produtor José Ivanildo Cavalcanti de Morais, a família já administrava usinas canavieiras.

O Sindicato da Indústria da Fabricação do Álcool do Estado da Paraíba emitiu uma Nota de Pesar:

O Sindicato da Indústria da Fabricação do Álcool do Estado da Paraíba (Sindalcool-PB) comunica com profundo pesar o falecimento do Sr. Paulo Fernando Cavalcanti de Morais. A todos da família, os nossos pêsames. Que Deus, na sua Infinita Bondade, possa consolar a todos e os seus exemplos de imenso amor ao trabalho e aos princípios mais elevados e sublimes sejam a melhor lembrança de gratidão.

O Sr. Paulo Fernando, fundador do Grupo Japungu Agroindustrial, ampliou os horizontes dessa agroindústria e tornou-se modelo na dedicação diuturna aos empreendimentos. Constituiu modelo inspirador de gerações e na sua firmeza construiu amizades sólidas, sempre aglutinador, além de multiplicar sempre a capacidade produtiva do grupo.

Com informações do Parlamento Pb.