João Pessoa 23.13ºC
Campina Grande 20.9ºC
Patos 21.66ºC
IBOVESPA 127411.55
Euro 5.5535
Dólar 5.1225
Peso 0.0058
Yuan 0.7076
Governador condena adversários por fake news e lembra que a PB saiu de páginas policiais para reconhecimento
11/10/2022 / 14:48
Compartilhe:

O governador João Azevedo lamentou o tom da campanha dado por seus adversários que segundo ele, se utilizaram de fake news, na tentativa de prejudicar a sua gestão e prejudicá-lo na corrida eleitoral.

Ele classificou como criminosa essas ações. “Quem utiliza instrumentos como esse para macular alguém é criminoso”, pontuou, durante entrevista ao programa F5 online, na rádio Pop FM.

João citou como fake news as declarações dos seus oponentes de que ele aumentou impostos, de que teria fechado igrejas, de cobrar impostos sobre o PIX. “A do banheiro unissex é um crime, um mentira deslavada. Não existe decreto nenhum. Alguém disse que eu assinei um decreto e que soltaria depois da eleição. Isso é criminoso”.

O candidato lembrou também que durante o primeiro turno, desafiou os concorrentes a apresentar provas indicando reajuste de tributos. “Pedi que apresentassem documentos mostrando o que eu aumentei imposto na Paraíba, um decreto, não apareceu e nem vai aparecer. Porque pelo contrário nós fizemos baixar impostos e isentar”, frisou.

O socialista então pontuou que baixou de 18% para 12% o imposto sobre o gás da indústria, isentou o da cadeia de fabricação do queijo, bem como zerou o ICMS das passagens de ônibus intermunicipal.

Segundo turno

João Azevedo, ao ser questionado sobre a votação obtida no primeiro turno, afirmou que o objetivo foi alcançado. “Fizemos aquilo que sempre planejamos que era o de chegar ao segundo turno e bem, e assim fizemos.”

Conforme o socialista, a estratégia para o segundo turno não muda, mas tem o desafio de levar a mensagem do que foi feito nos últimos quatro anos por sua administração a todos os paraibanos. “Esse governo que aqui está saiu das páginas policias para ser reconhecido nacionalmente na saúde, quando recebemos nota 10 do Ipea pelo enfrentamento da covid, esse governo está fazendo a interiorização da saúde de alta e média complexidade …”, pontuou.

Confira a entrevista completa: