João Pessoa 29.13ºC
Campina Grande 26.9ºC
Patos 35.38ºC
IBOVESPA 121990.5
Euro 5.7475
Dólar 5.2909
Peso 0.0059
Yuan 0.7302
Grupo Prerrogativas aciona STF para suspender posse de Wallber Virgolino e outros bolsonaristas
12/01/2023 / 07:54
Compartilhe:

O coletivo Prerrogativas, composto por advogados e juristas, protocolou nesta quarta-feira (11.01) um pedido de liminar no Supremo Tribunal Federal (STF) para pedir a suspenção da posse do deputado estadual reeleito Wallber Virgolino (PL-PB).

Além de Virgolino, outros parlamentares bolsonaristas também são alvos do mesmo pedido: Carlos Jordy (PL-RJ), Silvia Waiãpi (PL-AP), André Fernandes (PL-CE), Nikolas Ferreira (PL-MG) e Sargento Rodrigues (PL-MG).

O entendimento do grupo de advogados é de que os parlamentares diplomados apoiaram e incitaram publicamente os atentados terroristas cometidos por bolsonaristas, que invadiram e vandalizaram as sedes dos Três Poderes, em Brasília, no domingo (8).

“Ora, não é aceitável ou imaginável que pessoas que tenham sido eleitas como representantes do povo em um regime democrático, por meio de eleição livre, possam apoiar, incentivar e mesmo participar de atos que atentem contra o Estado Democrático de Direito”, diz trecho da peça apresentada pelo Prerrogativas.

Os juristas argumentam que o apoio público a atos atentatórios ao regime democrático “configura, de maneira clara e direta, comportamento incompatível com o
decoro parlamentar”. Além da queda dos efeitos jurídicos da diplomação, com a consequente suspensão da posse, marcada para 1º de fevereiro, eles também pedem a instauração de um inquérito policial para apurar a conduta dos parlamentares.

F5 Online com informações de Carta Capital