João Pessoa 29.13ºC
Campina Grande 26.9ºC
Patos 30.94ºC
IBOVESPA 127145.59
Euro 5.8651
Dólar 5.4202
Peso 0.0059
Yuan 0.7449
Hospital Prontovida desmente acusações de Nilvan Ferreira sobre ‘falta de manutenção e mortes’
19/11/2021 / 07:19
Compartilhe:

A direção do Hospital Municipal Prontovida, em João Pessoa, divulgou uma nota rebatendo acusações divulgadas em redes sociais pelo apresentador Nilvan Ferreira. O ex-candidato a prefeitura da capital apontava um vazamento de água no sistema de ar comprimido que abastece os respiradores mecânicos e que, segundo ele, poderia ter causado mortes na instituição. Nilvan denuncia falta de manutenção no hospital e diz que o vídeo foi enviado por uma pessoa que trabalha na unidade de saúde.

Através de nota oficial, a direção da unidade afirmou que o suposto problema não trouxe qualquer prejuízo ao tratamento ou risco à vida de pacientes. “O mesmo estava realizando ventilação não-invasiva. Nesse sistema, existe um filtro que impede que tal situação ocorra. Mesmo assim, a equipe de manutenção foi acionada imediatamente para os devidos reparos, sendo trocado o ventilador mecânico que estava sendo utilizado, temporariamente, para realizar fisioterapia respiratória. Já no outro ponto, não havia paciente”.

A direção do hospital explicou que a manutenção dos equipamentos é realizada periodicamente, a cada 3 dias, através de empresa terceirizada. Também informou que o paciente que ocupava o leito encontra-se em tratamento, sob os cuidados da instituição hospitalar e que não procedem quaisquer casos de óbitos relacionados a tal situação, como afirma Nilvan Ferreira.

Veja a íntegra da Nota divulgada pela direção do Hospital Municipal Prontovida:

O Hospital Municipal Prontovida tomou conhecimento na tarde desta
quinta-feira, 18 de novembro de 2021, de vídeos compartilhados em redes
sociais referentes a um suposto problema no sistema de ar comprimido em
um dos leitos de UTI da unidade.

Em nota, informamos que o fato noticiado não trouxe dano ao paciente. O
mesmo estava realizando ventilação não-invasiva. Nesse sistema, existe um
filtro que impede que tal situação ocorra. Mesmo assim, a equipe de
manutenção foi acionada imediatamente para os devidos reparos, sendo
trocado o ventilador mecânico que estava sendo utilizado,
temporariamente, para realizar fisioterapia respiratória. Já no outro ponto,
não havia paciente. Assim, o problema foi solucionado através de revisão
na rede de ar comprimido com troca do condensador, deixando um segundo
condensador de reserva técnica no serviço. Enfatizamos que a manutenção
é realizada periodicamente (a cada 3 dias) através de empresa terceirizada.

Vale ressaltar que, durante o processo de misturas de gases, pode ocorrer
tal condensação, porém, existem barreiras de proteção em todo o percurso
que antecede o tubo acoplado ao paciente. Além desse sistema, há a
utilização de um filtro externo que é inserido entre tubo traqueal e o
circuito do ventilador mecânico protegendo o paciente de causas externas,
bem como dispositivos de segurança que alarmam, garantindo que as falhas
sejam detectadas em tempo hábil sem causar prejuízo ao paciente.

O Hospital Municipal Prontovida garante à população que o serviço está
apto a prestar assistência de qualidade e responsabilidade aos pacientes,
com a equipe médica, fisioterapeutas e profissionais de enfermagem
respeitando o dimensionamento de profissionais, de acordo com as
resoluções dos órgãos fiscalizadores.

Informamos que o paciente que ocupava o leito até a presente data
encontra-se em tratamento, sob os cuidados dessa instituição hospitalar e
que não procedem quaisquer casos de óbitos relacionados a tal situação.