João Pessoa 28.13ºC
Campina Grande 25.9ºC
Patos 35.11ºC
IBOVESPA 124788.16
Euro 5.6058
Dólar 5.1726
Peso 0.0058
Yuan 0.7142
Influencer digital apaga vídeo contra construtora Galvão Amorim e diz que se tornou fã da empresa pelo tratamento recebido
11/09/2022 / 20:59
Compartilhe:

A influencer digital , Jéssica Gambarra, postou em suas redes sociais na tarde deste domingo (11), um vídeo elogiando a construtora Galvão Amorim.

“A construtora nos procurou, se prontificou a resolver todos os reparos, bem como nos hospedar até finalizar o procedimento e arcou com todos os custos que tivemos”, declarou.

“À Galvão Amorim toda minha gratidão e respeito em nome de toda minha família. Vocês ganharam não só clientes fiéis mas também ganharam fãs”, concluiu.

A empresária havia feito relatos de queixas em relação ao apartamento a qual é inquilina, entretanto, informa que todas as pendências foram devidamente esclarecidas.

A advogada Monique Serrano, da Galvão Amorim, disse que a empresa foi surpreendida com a publicação nas redes sociais e que imediatamente pediu para sua equipe de engenheiros se posicionar sobre o assunto, a equipe apresentou todas as provas, fotos e laudos de que já havia feito os reparos devidos naquela unidade desde a entrega do apartamento e relatou que aqueles vídeos postados são antigos, antes do reparo.

Na verdade, a Construtora tem mais de 700 apartamentos entregues ao longo de seus 15 anos de atividades e nunca havia se deparado com uma situação dessas pois sempre primou pelo respeito com seus clientes e assistências técnicas devidas após a entrega dos seus empreendimentos, inclusive no apartamento acima citado, onde a inquilina reside temporariamente, foram feitos alguns reparos ao longo desse um ano.

A construtora entrou em contato com Jéssica e todas as dúvidas foram resolvidas, gerando a retratação perante a sua audiência.

Com advento das redes sociais, tem sido comum esse tipo de reação instantânea das pessoas que muitas vezes sem pensar acabam tratando de assuntos pessoais de forma pública.

Em muitos casos isso tem gerado ações e até condenações por danos morais. Neste caso, o bom senso entre as partes prevaleceu!