João Pessoa 23.13ºC
Campina Grande 20.9ºC
Patos 21.51ºC
IBOVESPA 127108.22
Euro 5.8592
Dólar 5.4177
Peso 0.0059
Yuan 0.7446
Jogo do Tigrinho: influencers usam ‘versão demo’ para atrair vítimas; entenda
25/06/2024 / 11:38
Compartilhe:

Os influenciadores que fazem propaganda do Fortune Tiger, mais conhecido como “Jogo do Tigrinho”, utilizam uma versão de demonstração do aplicativo criada para enganar os seguidores. A conta demo permite verdadeiramente ganhar quantias durante os vídeos curtos que os influenciadores postam nas redes sociais.

A fraude foi descoberta pela Delegacia de Estelionatos de Maceió (AL) e foi revelada em reportagem exibida ontem (23) pelo Fantástico. Em testes, a repórter da Globo Giuliana Girardi ganhou mais de R$ 26 mil em cerca de dois minutos.

Mas as autoridades de Alagoas alertam que tudo não passa de ilusão, já que a versão do app disponibilizada para download para as vítimas é outra. Os influenciadores recebem a conta demo com o propósito de motivar as pessoas. 

Os influencers também recebem instruções explícitas com o objetivo de enganar, como demonstrar felicidade e empolgação nos vídeos publicados ao ostentarem seus ganhos.

O esquema todo não passa de propaganda fraudulenta. O delegado de estelionatos de Maceió disse ao Fantástico que os influencers fazem parte de uma organização criminosa. A

té pouco tempo, eram pessoas sem patrimônio, mas que ficaram milionárias devido ao jogo de azar. Uma dessas pessoas é Paulinha Ferreira, que ostentava carros importados nas redes sociais.

Mulher perdeu tudo que tinha

Fantástico ainda exibiu a história de Maria das Graças Conceição dos Santos. Ela disse que se sentiu incentivada a baixar o jogo, pois viu uma influenciadora ganhando muito dinheiro.

Depois de ganhar certa quantia, ela começou a perder. Quanto mais investia para recuperar as perdas, mais ela se endividava. No fim, a vítima perdeu cerca de R$ 200 mil no jogo do tigrinho. Por isso, ela precisou se desfazer de sua loja.

Em São Paulo, mais de 60 pessoas procuraram a polícia por causa do jogo clandestino. De acordo com o delegado da 3ª Delegacia de Investigações Gerais, já são mais de 500 boletins de ocorrência elaborados com base nesse tipo de golpe.

F5online com Tecmundo