João Pessoa 24.13ºC
Campina Grande 21.9ºC
Patos 23.54ºC
IBOVESPA 121802.06
Euro 5.7476
Dólar 5.2896
Peso 0.0059
Yuan 0.7306
Livraria Cultura tem falência decretada pela Justiça de SP
10/02/2023 / 09:53
Compartilhe:

Juiz da 2ª Vara de Falências e Recuperações Judiciais de São Paulo, Ralpho Barros Monteiro decretou nesta quinta, numa decisão de 12 páginas, a falência da Livraria Cultura, uma das redes mais tradicionais do país.

“É notório o papel da Livraria Cultura, de todos conhecida. Notória a sua (até então) importância, e não apenas para a economia, mas para as pessoas, para a sociedade, para a comunidade não apenas de leitores, mas de consumidores em geral. É de todos também sabida a impressão que a Livraria Cultura deixou para o Prêmio Nobel de Literatura José Saramago, que a descreveu como uma linda livraria, uma catedral de livros, moderna, eficaz e bela. Mas a despeito disso tudo, e de ter este juízo exata noção desta importância, é com certa tristeza que se reconhece, no campo jurídico, não ter o Grupo logrado êxito na superação da sua crise”, diz o juiz na decisão.

Barros Monteiro afirma ainda que a empresa, que já havia pedido proteção judicial em 2018, não conseguiu cumprir com o aditivo solicitado posteriormente, deixando em aberto, entre outras obrigações, dívidas trabalhistas: “Ademais, a administradora judicial consignou diversas vezes quanto à falta do envio das documentações necessárias para a elaboração do relatório mensal de atividades, bem como a inadimplência das recuperandas quanto às parcelas dos seus honorários”.

“Está muito evidente que as devedoras não estão empregando esforços para o seu soerguimento, em conduta diametralmente oposta à prevista pela LRF. Registro ideia crucial, de todos conhecida: a recuperação foi pensada para socorrer apenas os devedores que realmente demonstrarem condições de se recuperar, posto que o seu processamento deve amparar somente devedores viáveis”, segue o juiz na decisão.

Com informações da revista Veja