João Pessoa 24.13ºC
Campina Grande 21.9ºC
Patos 21.89ºC
IBOVESPA 127108.22
Euro 5.8968
Dólar 5.4177
Peso 0.006
Yuan 0.7446
Lula indica ex-ministro de Bolsonaro e outros três para o Cade
21/11/2023 / 07:12
Compartilhe:

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) confirmou, nesta segunda-feira (20/11), os quatro nomes para compor o Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade) pelos próximos quatro anos.

As indicações serão publicados no Diário Oficial da União (DOU) desta terça-feira (21), passarão por sabatina pela Comissão de Assuntos Econômicos (CAE) do Senado e, posteriormente, pelo Plenário da Casa.

Um dos indicados é José Levi, ex-ministro da Advocacia-Geral da União (AGU) de Jair Bolsonaro, e que atualmente é secretário-geral do Tribunal Superior Eleitoral (TSE). Levi foi uma indicação direta do ministro Alexandre de Moraes, do Supremo Tribunal Federal (STF).

O Cade analisa e decide sobre as fusões, aquisições de controle, incorporações e outros atos de concentração econômica entre grandes empresas que possam colocar em risco a livre concorrência. Também tem como função investigar e julgar cartéis e outras condutas nocivas à livre concorrência, além de realizar ações educativas para instruir o público sobre condutas que podem prejudicar a livre concorrência.

Os escolhidos são:

  • José Levi do Amaral, ex-ministro da Advocacia- Geral da União (AGU) no governo Jair Bolsonaro e atual secretário geral do Tribunal Superior Eleitoral (TSE)
  • Diogo Thomson, superintendente-adjunto do Cade, que tem o aval do ministro Vinicius de Carvalho (Controladoria-Geral da União) e de advogados da área
  • Camila Pires Alves, ex-economista-chefe do Cade, indicada pelo Ministério da Fazenda
  • Carlos Jaques, consultor do Senado e indicado por senadores