João Pessoa 25.13ºC
Campina Grande 23.9ºC
Patos 25.81ºC
IBOVESPA 127411.55
Euro 5.5733
Dólar 5.1531
Peso 0.0058
Yuan 0.7116
Luxo Décor Brasil: arquitetura se transforma em arte no Jardim Flamboyant
31/01/2024 / 12:50
Compartilhe:

Um ambiente planejado como um espaço de aconchego e contemplação. Essa foi a premissa para a criação do Jardim Flamboyant assinado pela arquiteta Mabelly Brioschi. “No conceito de Arquitetura Viva, nosso jardim foi pensado para atiçar a vivacidade da arquitetura não apenas com a interação da natureza, mas entendendo-a como algo não estático, que pode se transformar e ganhar vida”, explicou Mabelly.

Nesse conceito, a telha cimentícia da OCCA Telhas sai do papel de cobertura e ganha nova aplicação, se transformando em tela para a arte da artista plástica Anna Benigna, delineando o ponto alto do espaço. O flamboyant existente no jardim, tomado como partido inicial, dá vida à tela, que por sua vez parece materializar uma pétala no balanço assinado pela empresa Mobiliário Underground. “O balanço, da mesma tonalidade e formato das pétalas do flamboyant, parece ter sido desenhado exatamente para o nosso ambiente”, salientou a arquiteta.

Os materiais utilizados equilibram o contemporâneo frio do concreto presente nas telhas, com o aconchego quente da madeira e da vegetação, que se faz como a própria arquitetura do espaço, trazendo esse ar mais aconchegante ao ambiente. “Demos prioridade aos materiais sustentáveis e pouco conhecidos no mercado, como as telhas cimentícias da OCCA, o deck de Pinus e o cercado em eucalipto tratado, ambos em madeiras de reflorestamento”, ressaltou Mabelly.

Arquitetura Pós Pandemia – O período de reclusão durante a pandemia despertou a volta do desejo da “casa com cara de casa”. Dessa forma, a arquitetura que ainda se baseava tanto nos preceitos do design Bauhaus pós-guerra, com predominância de platibandas e materiais frios, se depara com o retorno de uma arquitetura mais humana, com valorização de projetos aconchegantes e confortáveis e a consequente atenção aos telhados aparentes.

Neste contexto, as telhas cimentícias ganham destaque, possibilitando a conexão do aconchego das coberturas aparentes com o arrojo dos estilos mais sofisticados e contemporâneos, já que possuem design clean e sofisticado, com 5 cores disponíveis. “As telhas cimentícias possibilitam ao arquiteto ter uma cobertura aparente sem perder o design contemporâneo do projeto”, avaliou a arquiteta.

A OCCA Telhas traz o que há de mais moderno na produção de telhas de cimento, dispondo do modelo slim de telhas de cimento, com ondulação suave, mais leve, mais resistente e ao mesmo tempo com melhor custo benefício em relação às telhas tradicionais cerâmicas.

Parceiros – Para execução do ambiente Jardim Flamboyant, Mabelly Brioschi contou com a parceria de empresas, como OCCA telhas; a artista plástica Anna Benigna; Agaé Tintas; Eletropolo Eletricidade; Flora Paraíba; Lú Lobão Kokedamas; Marble Superfícies inteligentes; Mobiliário Underground; Veracci Acabamentos e Zani Madeiras.

Sobre a arquiteta – Graduada pela UFES, com extensão pela Politecnico di Milano – IT, e pós-graduada em Light Design e Arquitetura de Interiores, a arquiteta capixaba Mabelly Brioschi tem vasta experiência em projetos arquitetônicos executivos, comerciais e institucionais, além de projetos residenciais. De arquiteta passou à fornecedora do setor de construção, junto ao marido Anderson Fontolan, com produto de alta performance e única indústria do setor no estado da Paraíba: a OCCA Telhas de cimento.

Para saber mais sobre o ambiente Jardim Flamboyant e outros projetos de Mabelly Brioschi, o perfil do instagram é @mabellybrioschi e @occatelhas.