29.8 C
João Pessoa

PB: Mais de 70 mil pessoas ainda não tomaram a segunda dose da vacina contra Covid-19

Sem o esquema vacinal completo não há imunização.

A campanha de vacinação contra a Covid-19 está em andamento na Paraíba desde o dia 18 de janeiro. Até o momento, já foram distribuídas 656.630 doses da vacina Sinovac/Butantan e Astrazeneca/Fiocruz para os 223 municípios. Para ter a imunidade completa, é necessário completar o esquema vacinal de duas doses. A Secretaria de Estado da Saúde (SES) alerta que mais de 70 mil pessoas, que tomaram a primeira dose há mais de 28 dias, ainda não foram vacinadas com a segunda dose (d2).

De acordo com a coordenadora do Núcleo de Imunização da SES, Isiane Queiroga, essa procura pela segunda dose está abaixo do esperado. Ela explica que no detalhamento da avaliação dá para perceber uma diferença na relação de doses.

Leia Também

Das 160.509 pessoas que deveriam tomar a d2, e já passou os 28 dias, 85.365 estão com o esquema vacinal completo e 75.144 ainda não procuraram os pontos de vacinação para tomar a segunda dose, ou seja 46%.

A coordenadora reforça que sem o esquema vacinal completo não há imunização.

“São 75 mil pessoas que não procuraram o posto de vacinação para tomar a segunda dose em toda a Paraíba. Solicitamos aos municípios que continuem a busca ativa dos usuários com esquema vacinal iniciado, para garantir a imunidade estabelecida pelos laboratórios produtores das vacinas dentro do tempo oportuno. É muito importante estar com o esquema vacinal completo para se atingir a imunização das pessoas, principalmente dos idosos, que é a população que apresenta a maior mortalidade pela doença”, destaca.

No Brasil, duas vacinas estão disponíveis até o momento – as produzidas pelo Instituto Butantã e pela Fiocruz. A vacina do Instituto Butantã, que é a CoronaVac, tem o intervalo entre as doses de 28 dias. Após 15 dias da Dose 2, a pessoa vai estar imunizada.

A Astrazeneca, que é a vacina do laboratório Fiocruz, tem o intervalo entre elas de 90 dias e também após 15 dias da Dose 2 a pessoa deve estar imunizada.

As pessoas que tomaram a do Instituto Butantã já estão no tempo oportuno para completar o esquema vacinal e devem procurar um posto de vacinação para isso.

“O ideal é que esse intervalo seja entre 14 e 28 dias, sendo mais perto de 28. Mas se atrasar alguns dias, também a orientação é que as pessoas que já iniciaram o esquema tomem também. A recomendação é completar esquema vacinal”, reforça Isiane Queiroga.

A campanha de vacinação em andamento incorporou até o momento os seguintes grupos prioritários: trabalhadores de saúde que atuam na linha de frente (68%); idosos com 60 anos ou mais que residem em instituições de longa permanência (100%); pessoas a partir de 18 anos de idade, com deficiência, institucionalizadas (100%); povos indígenas vivendo em terras demarcadas (100%); idosos de 90 anos ou mais (100%); idosos de 80 a 89 anos (100%); idosos de 75 a 79 anos (85%); idosos de 70 a 74 anos (100%); e idosos de 65 a 69 anos (6%).

No sistema de informação do PNI, foi registrada a aplicação de 451.061 doses na Paraíba. Até o momento, 365.696 pessoas tomaram a primeira dose da vacina e 85.365 foram vacinadas com a dose 2.

#PUBLICIDADE#

Mais Lidas

PSDB decide adiar votação das prévias

O PSDB decidiu suspender a realização das prévias presidenciais neste domingo, em consequência de falhas no aplicativo pelo qual...

DIA DO HETERO: Foi aprovado na ALPB, o Dia Estadual do Orgulho Heterossexual na PB

Foi aprovado por unanimidade na sessão desta segunda-feira (22), o projeto de lei 3.324/2021 que cria o Dia Estadual do Orgulho Heterossexual no âmbito do Estado da Paraíba....

150 VAGAS: Concurso para UFPB é anunciado para 2022

O anúncio aconteceu durante uma live realizada pelo reitor da Universidade Federal da Paraíba (UFPB). Valdiney Gouveia, anunciou nesta terça-feira (23) que serão ofertadas pelo...

Acidente no Manaíra Shopping deixa dois mortos

Segundo as primeiras informações do IML o condomínio do shopping realizava um serviço de relocação de uma casa de máquinas de ar-condicionados quando ocorreu o acidente que vitimou Luciano Bezerra (53) e Euclídes Silva (61). O delegado Alberto Jorge plantonista na Central de Polícia esteve no local acompanhando a perícia do IML e a remoção dos corpos.

Italiano cai em golpe e passa 15 anos achando que namorava a modelo Alessandra Ambrosio

Durante o período, Roberto Cazzaniga entregou 700 mil euros (R$ 4,3 milhões) para a estelionatária, que pedia ajuda financeira para custear tratamentos de supostos problemas cardíacos. "Tenho tantas dívidas, não é fácil 'acordar do coma'", disse Roberto, aos prantos. De acordo com o portal "Il Fatto Quotidiano", Roberto chegou a fazer empréstimos para enviar o dinheiro pedido pela namorada falsa. A verdade foi revelada nesta terça-feira por um programa televisivo da "Mediaset", que reuniu provas de que o homem estava sendo enganado mediante pedidos da família do atleta, que estava preocupada com ele e desconfiada da namorada virtual. 
#PUBLICIDADE#

ACHAMOS QUE VOCÊ VAI GOSTAR

#PUBLICIDADE#