João Pessoa 26.13ºC
Campina Grande 23.9ºC
Patos 30.87ºC
IBOVESPA 128896.98
Euro 5.9176
Dólar 5.4291
Peso 0.0059
Yuan 0.7487
Matrículas para cursos do Cearte terminam nesta sexta-feira
05/08/2021 / 17:28
Compartilhe:

Encerram nesta sexta-feira (6) as matrículas para os cursos do Centro Estadual de Artes (Cearte-PB). Para conferir todos os cursos com vagas disponíveis e obter mais informações, basta acessar o site do Cearte na aba dedicada às matrículas: ceartepb.com/matrículas , onde também podem ser conferidos os detalhes sobre cada curso, como horários e o plano de ensino.

Entre outros, ainda há vagas em cursos como “Instrumento de corda e canto popular – contrabaixo”, “Poesia na Tela”, “O Teatro e o Cordel na interpretação do ator”, “Cordel e Teatro de Bonecos”, “Iniciação ao Teclado”, “Xilogravura – A Ilustração na Literatura de Cordel”, “Balé para crianças”, “Canto de coral”, “Teatro, dança e objetos”.

Neste terceiro ciclo são 45 minicursos transdisciplinares à distância, sendo 57 turmas e 790 vagas ofertadas, para qualquer pessoa e em qualquer lugar. As aulas acontecerão entre 16/08 e 02/10. O valor para matrícula em cada curso é de R$ 65,00, sendo esta uma contribuição única.

Entre os 45 ofertados estão cursos como Dança Clássica, Vídeodança, na área de Dança; Violão e Flauta Doce para Intermediários, Canto e interpretação performática, em Música; Teatro para atores e para não atores, Vídeoperformance, Cordel e teatro de bonecos, no campo artístico do Teatro; Cineclube para Crianças, Análise crítica cinematográfica, Podsquetes – Criação e Esquetes Cômicas para podcasts, em Audiovisual; Poesia na Tela, adentrando na Literatura; Pintura – Ilustrações e montagem de cenas e Introdução à escultura no âmbito das Artes Visuais.

Modelo remoto 

Desde o início da adoção das medidas de segurança sanitária contra o novo coronavírus, o Cearte tem atuado de forma remota, oferecendo cursos na modalidade de Ensino à Distância (EAD). Com o formato de aulas não-presenciais, os ciclos de oferta de cursos que eram semestrais passaram a ser trimestrais. Para que o Centro não interrompesse seu trabalho de educação artística, foi necessário redirecionar as ações e adaptá-los ao novo modelo. Com esse novo formato de ensino, pessoas de todas as cidades da Paraíba e até de outros estados do Brasil e exterior podem participar.

“É uma oportunidade para o Cearte ser conhecido pelo interior do estado, por outros estados e até fora do país. Desde que foi adotado o ensino remoto, já temos alunas e alunos do interior, alunos interestaduais e até internacionais. Isso é uma riqueza que esse momento nos proporcionou. Mostra que as dificuldades também podem trazer superações”, destacou Laura Moreno, diretora do Cearte.