João Pessoa 22.13ºC
Campina Grande 19.9ºC
Patos 20.01ºC
IBOVESPA 119137.86
Euro 5.7331
Dólar 5.4201
Peso 0.0059
Yuan 0.747
“Meu maior desejo é um Ministério Público unido”, diz Vitor Granadeiro após se inscrever para vaga de procurador-geral de Justiça
13/07/2023 / 08:55
Compartilhe:

Filho de pai português e mãe alagoana radicada na Paraíba, Vitor Granadeiro se mudou com a família para João Pessoa aos 10 anos de idade. Natural de São Paulo, e com passagem por países africanos, foi na casa dos avós maternos que o candidato ao cargo de procurador geral de Justiça do estado da Paraíba viveu grande parte da infância e da adolescência.

Ingressou no curso de Engenharia Mecânica da Universidade Federal da Paraíba, mas logo descobriu que sua vocação era o Direito e que o Ministério Público era o seu lugar. “É a única profissão, no mundo jurídico que, em tese, o cidadão pode deflagrar bandeiras e correr atrás dos ideais de justiça”. Em 1989, Granadeiro assumiu o cargo de promotor em Caiçara, região do brejo paraibano. Lá, ia trabalhar de ônibus, chegou a dormir numa rede atrás do fórum e considera que esse foi um período fantástico em sua vida enquanto promotor.

Dois anos depois, estava em Sousa, outra comarca de que fala com afeto e gratidão. De lá, seguiu para Campina Grande e, por fim, se estabeleceu na capital paraibana, quando assumiu a Promotoria em Defesa das Pessoas com Deficiência. “Um desafio porque os direitos difusos – direitos sociais e coletivos, são bem mais complexos”.

Além da função no Ministério Público, Vitor Granadeiro também se tornaria professor universitário. “Um desejo que me agradava desde a minha época de estudante. Quando tive oportunidade, fiz concurso e passei. São trinta anos de docência. Tenho muitos colegas no Ministério Público que foram meus alunos”, diz.

Processo eleitoral do Ministério Público – Em relação ao processo eleitoral de formação da lista tríplice para o cargo de procurador-geral de Justiça do Ministério Público da Paraíba (biênio 2023/2025), Vitor Granadeiro afirma que possui as mesmas condições quanto qualquer outro colega. “Acredito que posso contribuir para ter um Ministério Público melhor, e não porque minha visão é melhor, até porque cada promotor tem sua visão própria e sua perspectiva e todos podem contribuir. Mas entendo que Ministério Público é um órgão que existe para ajudar a resolver os problemas da sociedade, e quanto mais prático, objetivo e eficiente, melhor”, comenta o procurador.

Granadeiro lembra que uma reclamação recorrente nos mais de 30 anos de atuação no Ministério Público Estadual diz respeito à solidão. “Temos um trabalho solitário, muitos colegas compartilham essa impressão. O fato é que podemos alcançar muito mais resultados se houver a participação geral e unida de todos”, afirma.
Seu maior desejo é um Ministério Público unido. “Podem me chamar de idealista, de sonhador. Entrei no Ministério Público sendo um sonhador e ficarei até o fim sendo um sonhador, mas continuarei tentando e fazendo o que está ao meu alcance para trazer esse sonho para a nossa realidade”, diz Vitor Granadeiro.