Ministro da Ciência pede que corte no orçamento seja revisto “urgentemente”

Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovações perdeu R$ 600 milhões

O ministro da Ciência, Tecnologia e Inovações, Marcos Pontes, comentou, neste fim de semana, o corte no orçamento da pasta, aprovado pelo Congresso Nacional por solicitação do Ministério da Economia. O projeto retirou R$ 690 milhões do ministério comandado por Pontes e repassou para outros setores.

Com a redução, o Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovações (MCTI) perdeu 90% do seu orçamento, incluindo recursos que serviriam para o pagamento de bolsas de pesquisa, o que pode impactar projetos em andamento.

Leia Também

Em nota conjunta, entidades científicas como a Sociedade Brasileira para o Progresso da Ciência (SBPC), Academia Brasileira de Ciências (ABC), Academia Nacional de Medicina (ANM) e Associação Nacional de Estudantes de Pós-Graduação (ANPG) criticaram a mudança de destinação de recursos.

“Quando mais precisamos da ciência, a equipe econômica age contra a lei, com manobras que sugerem a intenção deliberada de prejudicar o desenvolvimento científico do Brasil. Além de não liberar os R$ 690 milhões à revelia dos compromissos firmados com setor, cerca de R$ 2 bilhões do FNDCT [Fundo Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico] seguem pendentes de destinação, em claro descumprimento da Lei Complementar n° 177/2021. É incompreensível que o Congresso Nacional permita que suas decisões, manifestadas democraticamente na aprovação de leis para o país, sigam sendo descumpridas por meio de manobras de último momento. É preciso priorizar a ciência. Ciência é vida!”, diz a nota.

Nota do Ministério da Economia

Em nota, o Ministério da Economia informou, na sexta-feira (8), que a proposta de alteração na programação orçamentária “ocorreu para cumprir decisão governamental quanto à necessidade de remanejar recursos neste momento, a qual foi referendada pela Junta de Execução Orçamentária (JEO)”.

“Não são recursos originados da reserva de contingência do FNDCT. Entre essas demandas, consta o atendimento de R$ 89,8 milhões para o MCTI. Desse total, R$ 63 milhões serão destinados para despesas com produção e fornecimento de radiofármacos no país. Outros R$ 19 milhões vão para o funcionamento das instalações laboratoriais que dão suporte operacional às atividades de produção, prestação de serviços, desenvolvimento e pesquisa. Estão contempladas ainda despesas do Ministério da Saúde, Educação (R$ 107 milhões para a concessão de bolsas de estudo no ensino superior e outros R$ 5 milhões para o apoio ao desenvolvimento da educação básica), Cidadania, Comunicações, Desenvolvimento Regional (R$ 150 milhões para ações de proteção e Defesa Civil associadas à distribuição de água potável às populações atingidas por estiagem e seca (Operação Carro-Pipa), R$ 100 milhões para a integralização de cotas de moradia do Fundo de Arrendamento Residencial e R$ 2,2 milhões para obras de infraestrutura hídrica) e Agricultura, Pecuária e Abastecimento”, informou a pasta.

Com informações da Agência Brasil

#PUBLICIDADE#

Mais Lidas

WILLOW e Avril Lavigne celebram o pop punk dos anos 2000 no clipe de ‘G R O W’

Com 2 minutos e 9 segundos de duração, o vídeo traz as artistas celebrando o direito a confusão e ao amadurecimento, enquanto viram gigantes e dominam as ruas de um bairro. "Estou tão animada por ter uma música no álbum com Avril Lavigne. Ela é tão icônica. Dos 13 aos 16, ela era meu ídolo. É muito bom poder ter um verdadeiro álbum Pop Punk com a rainha do Pop Punk", disse a artista em entrevista de divulgação. A estética e sonoridade pop punk e rock expressos por WILLOW em 'Lately I Feel EVERYTHING' canalizam os heróis que a jovem ouvia na adolescência, como Lavigne, My Chemical Romance e Paramore. O disco evidencia a versatilidade e rebeldia da "filha de Will Smith", que já dominou as paradas pop mainstream no início da carreira e passeia com fluidez do new age ao punk e R&B.

Hospital Napoleão Laureano fornecerá 1000 mamografias à população durante o Outubro Rosa

O diagnóstico precoce é um importante caminho para prevenir e salvar vidas e o Hospital Laureano, o maior centro de tratamento oncológico da Paraíba, tem uma atenção ainda mais reforçada durante a campanha do Outubro Rosa. 

Globo perde exclusividade de direitos digitais da Copa do Mundo de 2022

Após ir à Justiça contra a Fifa para reduzir o valor das parcelas de seu acordo de TV pela Copa do Mundo, a Globo renunciou à exclusividade nos direitos de transmissão pela internet do torneio no Qatar, que será realizado de 21 de novembro a 18 de dezembro do ano que vem. Com isso, a entidade que controla o futebol mundial tem oferecido pacotes de jogos da competição por streaming diretamente às plataformas digitais no Brasil. Youtube, Facebook e TikTok, por exemplo, já foram procurados e estudam a viabilidade do negócio. A emissora carioca continuará exibindo as partidas do Mundial na televisão aberta e no seu canal esportivo por assinatura, o Sportv. No entanto, não terá exclusividade nas plataformas digitais, seja no Globoplay (streaming) -o app tem sido uma grande aposta do grupo- ou em seus portais na internet, que transmitiram jogos ao vivo das Copas de 2010, 2014 e 2018. É a primeira vez que a Fifa assume a negociação dos direitos da Copa do Mundo com redes sociais, e o Brasil tem sido uma oportunidade para a entidade experimentar o modelo.

Celeiro Espaço Criativo terá o nome do cantor Gabriel Diniz e inaugura memorial em homenagem ao artista

A cerimônia contará ainda com a abertura de uma exposição fotográfica que relembra a trajetória do cantor, que faleceu em maio de 2019. Intitulada "A Intensidade do ser: Gabriel Diniz", a mostra trará, além de imagens, objetos pessoais do cantor, para relembrar ao público traços da vida pessoal e profissional do artista. O evento está marcado para acontecer a partir das 17h, no Celeiro Espaço Criativo, situado à Rua João Cirilo da Silva, 850, no Altiplano. A exposição acontece paralelamente à inauguração de um memorial em homenagem ao cantor, que faleceu no dia 27 de maio de 2019, vítima de um acidente aéreo na região de manguezal de Porto do Mato, próximo à divisa entre Sergipe e Bahia. O evento ainda vai contar apresentações musicais do cantor Luca Bass, Banda Big Band e ainda uma apresentação especial de Brenda Victória da Silva Beltrão, 14 anos, aluna da Escola Municipal Cícero Leite.

Celeiro Espaço Criativo reabre com exposição em homenagem a Gabriel Diniz

A partir de agora, o espaço ganha o nome do cantor Gabriel Diniz, que será homenageado com um memorial no local em janeiro. Até lá, uma exposição sobre o artista está aberta ao público. A abertura do Celeiro Espaço Criativo Cantor Gabriel Diniz acontece na data em que o artista completaria 31 anos. Nascido em Campo Grande, no Mato Grosso do Sul, ele se mudou para a capital paraibana com pouco mais de dois anos de idade. Na exposição é possível encontrar o primeiro instrumento que Gabriel ganhou do pai, um violão, e o último, um banjo americano. Lá também estão expostos os figurinos mais marcantes, símbolos do estilo do cantor, bem como fotos e objetos pessoais. O pai de Gabriel, Cisenato Diniz, foi um dos responsáveis pela escolha das peças. “Buscamos trazer as peças mais representativas e também aquelas que demonstram a construção dessa personalidade e seu crescimento enquanto músico”.
#PUBLICIDADE#

ACHAMOS QUE VOCÊ VAI GOSTAR

#PUBLICIDADE#