29.1 C
João Pessoa
25.9 C
Campina Grande
23.5 C
Brasília

Ministro Marcelo Queiroga fala à Comissão da Covid-19 nesta segunda

Na quinta-feira (25), o relator da comissão, senador Wellington Fagundes (PL-MT), se reuniu com com a ministra da Agricultura, Tereza Cristina, para discutir estratégias de ampliar a produção brasileira de vacinas para até 400 milhões de doses

 

O novo ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, confirmou sua participação em audiência pública nesta segunda-feira (29), às 16h, na comissão temporária criada para acompanhar as ações contra a covid-19 (CTCOVID19). O senadores da comissão debaterão com o ministro o Plano Nacional de Imunização e o cumprimento dos prazos já estabelecidos, entre outras medidas de combate à pandemia.

Leia Também

Pela manhã, às 9h, a Comissão da Covid-19 promoverá outra audiência pública, que debaterá o andamento dos processos de autorização emergencial e definitiva de vacinas contra a doença. O colegiado também vai discutir a produção de vacinas no Brasil.

Para a audiência da manhã, foram convidados representantes da Agência Nacional de Vigilância  Sanitária (Anvisa); do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa); do Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovações (MCTI); da Diretoria do Departamento de Imunização e Doenças Transmissíveis do Ministério da Saúde; e do Sindicato Nacional da Indústria de Produtos para Saúde Animal (Sidan).

Produção de vacinas
Na quinta-feira (25), o relator da comissão, senador Wellington Fagundes (PL-MT), se reuniu com com a ministra da Agricultura, Tereza Cristina, para discutir estratégias de ampliar a produção brasileira de vacinas para até 400 milhões de doses. Segundo o senador, o objetivo é encurtar o calendário de imunização da população com a inclusão de três novos superlaboratórios, que hoje produzem vacinas para animais.

— Com a transferência da tecnologia, temos grandes indústrias com condições de produzir vacinas com toda a biossegurança e com tecnologia de ponta. O que precisa agora é um entendimento entre Brasil e seus organismos e também com os acordos internacionais que já foram feitos.

Durante reunião do colegiado na segunda-feira (22), o senador Otto Alencar (PSD-BA) destacou que o Brasil produz 30 tipos de vacina para os bovinos e só dois tipos de vacina para os humanos.

De acordo com Wellington, o segmento reúne 28 laboratórios de produção de produtos animais, sendo três deles classificados na categoria NB3+, o mais elevado nível de biossegurança, exigido para produção de vacinas.

— Se nós conseguirmos todas as licenças, é possível que em 90 dias após a aprovação nós tenhamos o volume de vacinas para atender toda a população brasileira — afirmou o senador.

O presidente da Academia Brasileira de Medicina Veterinária e ex-ministro do Desenvolvimento Regional, Josélio Moura, também participou da reunião com a ministra. Para ele, o Brasil precisa fazer um esforço de guerra neste momento.

— Precisamos dar respostas imediatas. O ministério da Agricultura, juntamente com o Ministério da Saúde, pode encontrar a viabilidade dessa produção em grande escala e curto espaço de tempo. As indústrias brasileiras já têm um parque tecnológico apropriado. O que precisa? A célula-mãe, unicamente, porque isso é um know-how que vem de indústrias que já estão desenvolvendo há algum tempo.

Fonte: Agência Senado

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

#PUBLICIDADE#

Mais Lidas

Polícial Rodoviária Federal morre em Cabedelo

A policial rodoviária federal Renata Maia Pimenta, de 42 anos, morreu na noite desta sexta-feira (20) no prédio onde...

DATAVOX: João Azevêdo lidera com 40,7% das intenções de voto na 1ª pesquisa para governo da PB em 2022

Realizada em parceria entre o Instituto Datavox e o portal PB Agora, a pesquisa aponta o deputado federal Pedro Cunha Lima (PSDB) em segundo lugar, com 14,2%. Em seguida vem o senador Veneziano Vital (MDB), com 6,6%, o ex-prefeito de João Pessoa, Luciano Cartaxo (PT) com 5,9%, Nilvan Ferreira (PTB) com 3,2% e a vice-governadora do estado, Lígia Feliciano (PDT) com 1%. Indecisos somam 20,3%, enquanto brancos e nulos representam 8,1%.

Palco desaba e deixa formandos de medicina feridos na Grande João Pessoa

Duas  pessoas  foram socorridas com traumatismo craniano encefálico (TCE) após parte da estrutura de um palco desabar, no final da tarde deste sábado (21),...

15 possíveis temas de redação para o Enem 2022

O Portal Nacional da Educação divulgou uma lista com os possíveis temas de redação para as provas do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem),...

ENQUETE F5: Se as eleições fossem hoje Pedro Cunha Lima seria o novo governador da Paraíba

O programa F5 da Rádio POP FM realizou uma enquete com os ouvintes e expectadores que acompanharam a transmissão pelo YouTube da edição desta...
#PUBLICIDADE#

ACHAMOS QUE VOCÊ VAI GOSTAR

#PUBLICIDADE#