João Pessoa 23.13ºC
Campina Grande 20.9ºC
Patos 21.9ºC
IBOVESPA 124305.57
Euro 5.6025
Dólar 5.1645
Peso 0.0058
Yuan 0.7135
Moraes manda prender Roberto Jefferson, que resiste e ataca policiais federais com fuzil e granadas
23/10/2022 / 14:55
Compartilhe:

Um agente da Polícia Federal teria ficado ferido após tentar cumprir mandado de prisão contra o ex-deputado Roberto Jefferson (PTB), neste domingo (23), na casa do ex-paralamentar, em Levy Gasparian, no Rio de Janeiro. Ainda não se sabe a gravidade dos ferimentos do policial. A informação foi confirmada pela corporação ao Metrópoles.

Agentes do Batalhão de Operações Especiais (Bope) da Polícia Militar foram ao local para negociar uma rendição.

O ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), Alexandre de Moraes, determinou que a Polícia Federal prenda o ex-deputado após a veiculação de novos vídeos com ataques ao processo eleitoral e a ministros do Tribunal Superior Eleitoral (PF), na sexta, quando sua filha Cristiane Brasil publicou um vídeo em que o ex-deputado xinga a ministra Cármen Lúcia ao reclamar de decisão tomada por ela.

Neste domingo, Jefferson divulgou vídeos nos quais afirma ter trocado tiros com a PF durante a tentativa de prisão. Ao fundo, o parlamentar diz que eles estavam ali para prendê-lo. Em uma segunda imagem, uma viatura da corporação aparece com os vidros atingidos.

O setor de inteligência da PF detectou informações de que Jefferson iria esperar até terça-feira, prazo limite para prisões em flagrante, para tentar tumultuar o processo eleitoral.

Ontem, os senadores Randolfe Rodrigues (Rede-AP) e Eliziane Gama (Cidadania-MA) pediram ao Supremo Tribunal Federal (STF) a prisão do ex-deputado Roberto Jefferson, após xingamentos proferidos por ele contra a ministra Cármen Lúcia, integrante da Corte.

Jefferson, investigado no inquérito que apura atividades de uma organização criminosa que teria agido para atentar contra o Estado Democrático de Direito, atualmente cumpre decisão domiciliar.