25.1 C
João Pessoa

Morre Maria Fernanda, grande atriz do teatro

Filha de Cecília Meireles atuou por 70 anos nos palcos e também em novelas como 'Pai herói' e 'Gabriela'

Morreu ontem (30), aos 96 anos de idade, a atriz Maria Fernanda Meireles Correia Dias, conhecida como Maria Fernanda, que teve carreira de destaque no cinema, na televisão e, principalmente, no teatro, onde atuou por 70 anos. Ela faleceu às 18h, em virtude de complicações respiratórias. Ela estava internada na Casa de Saúde São José, no bairro do Humaitá, desde o dia 26. Ela deixa o filho Luiz Fernando, fruto de seu relacionamento com o diretor de TV, Luiz Gallon, com quem foi casada entre 1956 e 1963. A família não divulgou informações sobre o velório.

Única filha ainda viva da poetisa Cecília Meireles (1901-1964) e do ilustrador português Correia Dias (1892-1935), Maria Fernanda iniciou sua carreira em 1948, interpretando a personagem Ofélia, na primeira montagem de “Hamlet” feita no país, ao lado de atores como Sergio Cardoso e Sergio Britto.

Leia Também

Antes de se firmar nos palcos brasileiros, Maria Fernanda passou uma temporada na Europa no início da década de 1950, onde estudou artes cênicas e conheceu figuras como o dramaturgo britânico Bernard Shaw e o mímico Jean-Louis Barrault.

De volta ao Brasil, ela teve seu primeiro grande destaque como a icônica Blanche DuBois, em quatro montagens diferentes da peça do americano Tennessee Williams. Uma delas em São Paulo, com direção de Augusto Boal, em 1962; e outra em 1963, numa temporada carioca dirigida por Flávio Rangel. Esta última lhe rendeu os prêmios Molière, Saci e Governador do Estado de melhor atriz.

Em 1968, foi detida por policiais militares enquanto apresentava uma remontagem de “Um Bonde Chamado Desejo” em Brasília. O episódio deu início a uma reação da classe artística, que desaguou em uma passeata contra a censura em frente ao Theatro Municipal do Rio. Compareceram artistas como Paulo Autran, Marieta Severo e Odete Lara.

Ainda que tenha atuado no cinema e na TV, foi no teatro que a atriz encontrou seu habitat natural. Em 70 anos nos palcos, trabalhou em textos de autores clássicos (Eurípedes) e modernos (Jean-Paul Sartre, Nelson Rodrigues, Jean Genet). O seu currículo ainda conta com peças de Martins Penna, Tchekhov, García Lorca, Bertolt Brecht, Arthur Miller, Strindberg e Oscar Wilde.

No cinema, Maria Fernanda estrelou produções da Atlântida e da Vera Cruz nos anos 1940 e 1950. Também atuou em produções importantes, como “Joana Angélica” (1979), de Walter Lima Jr., e “Carlota Joaquina, Princesa do Brazil” (1995), marco da retomada do cinema brasileiro, em que interpretou o papel de D. Maria I, a louca. Também participou de novelas como “Gabriela” (1975) e “Pai Herói” (1979).

Informações de O Globo

#PUBLICIDADE#

Mais Lidas

Pesquisa OPUS: João Azevedo cai e Pedro encosta. Nilvan e Veneziano empatam

Pesquisa do Instituto Opus, contratada pelo Portal da Capital, traz os primeiros números do atual cenário da corrida eleitoral...

Resultado de pesquisa para governador da Paraíba já tem data para ser divulgada; veja

A corrida eleitoral para governador e senador na Paraíba vai ter a primeira pesquisa contratada pelas TVs Paraíba e Cabo Branco, que compõem a...

ENQUETE F5: Ricardo Coutinho lidera preferência na disputa ao Senado pela Paraíba

Enquete realizada pelo portal F5 Online sobre intenção de voto para os candidatos ao Senado na Paraíba mostra o ex-governador Ricardo Coutinho (PT) na...

Instituto Opus: Ricardo Coutinho lidera primeira pesquisa para o senado na Paraíba; Efraim cresce

Pesquisa do Instituto Opus, contratada pelo @portaldacapital, traz os primeiros números da Paraíba sobre a disputa ao Senado Federal. O levantamento realizou mil entrevistas...

DATAVOX: João Azevêdo lidera com 40,7% das intenções de voto na 1ª pesquisa para governo da PB em 2022

Realizada em parceria entre o Instituto Datavox e o portal PB Agora, a pesquisa aponta o deputado federal Pedro Cunha Lima (PSDB) em segundo lugar, com 14,2%. Em seguida vem o senador Veneziano Vital (MDB), com 6,6%, o ex-prefeito de João Pessoa, Luciano Cartaxo (PT) com 5,9%, Nilvan Ferreira (PTB) com 3,2% e a vice-governadora do estado, Lígia Feliciano (PDT) com 1%. Indecisos somam 20,3%, enquanto brancos e nulos representam 8,1%.
#PUBLICIDADE#

ACHAMOS QUE VOCÊ VAI GOSTAR

#PUBLICIDADE#