João Pessoa 23.13ºC
Campina Grande 20.9ºC
Patos 22.47ºC
IBOVESPA 124305.57
Euro 5.6025
Dólar 5.1645
Peso 0.0058
Yuan 0.7135
Morte do poeta paraibano Juca Pontes repercute entre artistas e políticos
09/04/2023 / 10:20
Compartilhe:

A morte do poeta e escritor paraibano Juca Pontes foi lamentada por diversas autoridades políticas na manhã deste domingo (9) de Páscoa. Juca faleceu ontem (8), aos 64 anos, em João Pessoa, deixando um legado de amor e apoio à cultura paraibana.

Amigo pessoal de Juca Pontes, o prefeito de João Pessoa, Cícero Lucena (PP), lamentou a morte do poeta.

“Hoje vivo um dos dias mais tristes dos últimos anos. Meu amigo, irmão, exemplo de brilhantismo na literatura e na vida, Juca Pontes, se foi”, disse o prefeito.

A senadora Daniella Ribeiro (PSD), que idealizou com ele documentário dos 50 anos da Livraria do Luiz, afirmou que a morte de Juca Pontes é uma grande perda para a cultura do nosso Estado. “Sempre que tive a oportunidade de estar com Juca, era agraciada com o seu intelecto cultural e a sua simplicidade. Juca sempre foi um entusiasta da cultura, e assim sempre será lembrado”, comentou.

O governador João Azevêdo (PSB) destacou a sensibilidade de Pontes e lembrou que o escritor estava colaborando com a gestão atual e deixou uma importante contribuição na Fundação Casa de José Américo.

“Imortal da Academia Paraibana de Letras, sua sensibilidade e talento com as palavras fizeram história na literatura paraibana”, disse o governador.

Artistas e entidades ligadas à cultura também lamentaram a morte de Juca Pontes

A Confraria Sol das Letras, da qual Juca Pontes era vice-presidente, emitiu a seguinte nota de pesar: “A Confraria Sol das Letras vem externar sua profunda consternação ante a súbita e dolorosa perda do seu vice-presidente, o poeta Juca Pontes. Juca foi um dos primeiros a acreditar no projeto para divulgar a nossa literatura não apenas para os paraibanos, mas para todo o mundo, e esteve presente, participando ativamente de todos os momentos e eventos promovidos pelo Pôr do Sol, desde sua fundação, em dezembro de 2013. Juca deixa um notável e raro legado como poeta, editor, pai, companheiro e amigo que ficará para sempre em nossa memória”.

A Academia Paraibana de Letras, que Juca fazia parte, e API também lamentaram a morte do imortal

“A Associação Paraibana de Imprensa (API), através de sua diretora e em nome todos os associados e associadas, lamenta profundamente a morte do poeta e escritor Juca Pontes”(….) A API se solidariza com familiares e amigos neste momento de dor, tristeza e saudade”, diz nota da API.