João Pessoa 23.13ºC
Campina Grande 21.9ºC
Patos 22.38ºC
IBOVESPA 124305.57
Euro 5.6025
Dólar 5.1645
Peso 0.0058
Yuan 0.7135
Moura Dubeux é acusada de desmatar área de preservação ambiental para subir torre de 41 andares em condomínio de luxo em João Pessoa
17/04/2023 / 16:49
Compartilhe:

Nos últimos dias, a vida de quem mora nas imediações da rua Rita de Alencar com a Avenida Ruy Carneiro na altura do Bairro Jardim Luna virou um inferno.

É que a construtora Moura Dubeux adquiriu a área que pertencia à antiga granja Bela Vista e conseguiu autorização na prefeitura de João Pessoa para derrubar árvores nativas numa área de Mata Atlântica e de preservação ambiental.

Segundo informou o jornalista Abelardo Jurema, em sua coluna diária, os moradores já se mobilizaram e conseguiram o compromisso do vereador Marcos Henriques (PT) de que entrará com uma Ação Popular para impedir a construção do edifício e suspender a continuidade do desmatamento.

Para Marcos Henriques, o desmatamento inicial já provocou as primeiras reações da natureza com erosão e deslizamento de partes da barreira na subida da Avenida Ruy Carneiro, sentido Praia/Centro.

Corretores de imóveis ouvidos pela reportagem do F5 Online disseram que a empresa Moura Dubeux perdeu muito tempo nos processos de licenças ambientais e houve um atraso no cronograma de lançamento do empreendimento e, por essa razão, máquinas e tratores foram colocados às pressas para instalar um container de vendas.

O F5 Online procurou a Moura Dubeux para saber os encaminhamentos da empresa para conseguir a licença ambiental. A incorporadora evitou tratar do assunto diretamente, enviando apenas uma nota dizendo que “a Moura Dubeux é uma incorporadora e construtora com 40 anos de atuação no mercado imobiliário do Nordeste, atuando em 7 estados, sempre prezando pela regularidade e legalidade de seus projetos”.

A empresa não respondeu como conseguiu a licença para derrubar árvores e parte da vegetação nativa da área.