23.1 C
João Pessoa
19.9 C
Campina Grande
13.5 C
Brasília

MP e MPT dão 48 horas para SES apresentar dados sobre distribuição de vacinas na Paraíba

A atuação tem o objetivo de garantir a distribuição equânime do imunizante em todo o Estado

O Ministério Público da Paraíba e o Ministério Público do Trabalho requisitaram planilhas e documentos com o total de doses da vacina contra covid-19 recebidas por cada município e a quantidade informada pelo Ministério da Saúde (MS).

Em audiência que aconteceu nessa terça-feira (13), membros do MPPB e do MPT deram o prazo de 48 horas para que a Secretaria de Estado da Saúde (SES) preste as informações.

Leia Também

A atuação tem o objetivo de garantir a distribuição equânime do imunizante em todo o Estado, e foi motivada pelas divergências de dados informados pelo Município de Campina Grande e pelo Governo Federal.

O portal do MS indica que foram destinadas 86.757, mas o município diz que só chegaram 82.048 e questiona o destino de 4.709 doses.

“A audiência foi designada para tratar sobre temas relacionados à vacinação contra a covid-19 em Campina Grande, em especial, aos questionamentos feitos pelo município sobre os critérios utilizados para o cálculo de doses para os trabalhadores de saúde, tendo em vista os dados do Cnes e da última campanha da H1N1; a segunda dose da 8ª remessa; a solicitação da reposição de doses que foram destinadas a profissionais da linha de frente nas 10ª e 11ª remessas, autorizada pela CIB, que foram retiradas das doses dos idosos; o detalhamento das remessas para o público de 65 a 69 anos de idade, da 12ª remessa (4,9%) e a diferença das doses informadas pelo MS e município”, explicou a promotora Adriana Amorim.

Tanto os representantes do Estado quanto os do município de Campina Grande tiveram oportunidade de falar sobre cada ponto e houve discussões e intervenções. Ao final, foram registrados quatro encaminhamentos com o propósito de solucionar as questões levantadas:

– O município de Campina Grande, por seu secretário de Saúde, solicitaria uma pauta extra na reunião da CIB – Comissão Intergestores Bipartite (que ocorreria na terça-feira, pedindo a análise sobre a metodologia de cálculo adotada pelo Ministério da Saúde para o envio de doses para os profissionais de saúde dos municípios do Estado.

– A Secretaria de Saúde de Campina Grande enviaria um expediente ao Ministério da Saúde apresentando as distorções tratadas na audiência, inclusive informando a ampliação do número de profissionais de saúde de Campina Grande, a fim de sanar as eventuais desproporções nos envios das doses.

– A Secretaria de Estado da Saúde, através da Gerência Executiva de Vigilância em Saúde, vai analisar e conferir o total de doses enviadas para cada uma das gerências regionais de Saúde, objetivando fazer um batimento entre as frações efetivamente recebidas por cada município e as quantidades informadas pelo Ministério da Saúde;

4. No prazo de 48 horas, a SES, através da Gerência Executiva de Vigilância em Saúde, enviará as planilhas e documentos citados no presente ato, ao Ministério Público, para análise, bem como o resultado das análises acima citadas, a fim de garantir o cumprimento da distribuição equânime das doses das vacinas contra a covid-19, em todo o Estado.

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

#PUBLICIDADE#

Mais Lidas

Polícial Rodoviária Federal morre em Cabedelo

A policial rodoviária federal Renata Maia Pimenta, de 42 anos, morreu na noite desta sexta-feira (20) no prédio onde...

Palco desaba e deixa formandos de medicina feridos na Grande João Pessoa

Duas  pessoas  foram socorridas com traumatismo craniano encefálico (TCE) após parte da estrutura de um palco desabar, no final da tarde deste sábado (21),...

DATAVOX: João Azevêdo lidera com 40,7% das intenções de voto na 1ª pesquisa para governo da PB em 2022

Realizada em parceria entre o Instituto Datavox e o portal PB Agora, a pesquisa aponta o deputado federal Pedro Cunha Lima (PSDB) em segundo lugar, com 14,2%. Em seguida vem o senador Veneziano Vital (MDB), com 6,6%, o ex-prefeito de João Pessoa, Luciano Cartaxo (PT) com 5,9%, Nilvan Ferreira (PTB) com 3,2% e a vice-governadora do estado, Lígia Feliciano (PDT) com 1%. Indecisos somam 20,3%, enquanto brancos e nulos representam 8,1%.

15 possíveis temas de redação para o Enem 2022

O Portal Nacional da Educação divulgou uma lista com os possíveis temas de redação para as provas do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem),...

VÍDEOS: Troca de tiros é registrada durante sepultamento de líder de organização criminosa

Uma intensa troca de tiros foi registrada na manhã desta segunda-feira, dia 23, durante o sepultamento do traficante conhecido como "Cara de Chinelo", líder...
#PUBLICIDADE#

ACHAMOS QUE VOCÊ VAI GOSTAR

#PUBLICIDADE#