João Pessoa 25.13ºC
Campina Grande 21.9ºC
Patos 27.15ºC
IBOVESPA 128150.71
Euro 5.5455
Dólar 5.104
Peso 0.0058
Yuan 0.7057
MPF-PB vai pedir avaliação do Governo para reorganizar de shows de eventos na Paraíba
29/01/2022 / 16:45
Compartilhe:

Após reunião com setores de shows e eventos neste sábado (29), o Ministério Público Federal na Paraíba (MPF-PB), decidiu que vai enviar um relatório ao Governo do Estado da Paraíba solicitando a avaliação e reformulação na forma como são realizados os eventos de massa no estado.

A procuradora da República Janaína Andrade, explicou que o relatório será encaminhada ao governo para que faça suas avaliações juntamente com a sua equipe técnica.

“A Vigilância Sanitária detectou que os participantes de eventos não cumprem os protocolos sanitários ainda que haja a orientação do organizador do evento”, explicou a procuradora.

Ainda durante a reunião, representantes do setor de eventos e shows na Paraíba e o Ministério Público Federal da Paraíba (MPF-PB) e os órgãos de fiscalização sanitária narraram dificuldades encontradas nos eventos devido ao descuido da população.

Janaína Andrade explicou também que houve cobrança do cartão de vacinação, mas mesmo assim os participantes descumpriram regras e cuidados contra a Covid-19 na realização dos eventos e shows.

“Os órgãos de fiscalização sanitários narraram as dificuldades encontradas nos eventos de massa decorrentes de atos da população, de participantes dos eventos. Embora tenha havido a cobrança do cartão de vacinação nos eventos, os participantes descumpriam regras logo no início do show, não usando máscara, não fazendo o distanciamento social. Isso reforça a importância de que cada um tem o seu papel de contribuir para erradicar a Covid-19 no Brasil”, explicou a procuradora.

O setor de eventos e shows na Paraíba se colocou à disposição para fazer alterações nas formatações dos shows.

A procuradora chamou a atenção da população para os cuidados essenciais de prevenção, alerta que o setor de eventos não é o único responsável e que somente a suspensão de eventos não é suficiente para diminuir o número de casos de Covid-19. Dados da Vigilância Sanitária apresentados na reunião demonstraram que grande parte da população tem negligenciado os cuidados e modos de prevenção à Covid-19.

“A contaminação pela Covid-19 ocorre em qualquer atividade, por isso que é importante o compromisso social de todos, a responsabilidade de todos com a vacinação, com uso de máscara, distanciamento social e higienização das mãos. Não adianta imputar ou buscar responsabilização de um setor quando a doença é de responsabilidade coletiva”, explicou a procuradora.