29.1 C
João Pessoa

Mulher detida por insultos racistas contra filhos de Giovanna Ewbank e Bruno Gagliasso é liberada

Segundo a publicação do jornal português "Público", ela estava alcoolizada no momento da detenção e chegou a insultar os agentes da Guarda Nacional Republicana (GNR) responsáveis pela ocorrência.

A mulher detida por racismo contra os filhos de Giovanna Ewbank e Bruno Gagliasso numa praia de Portugal, neste sábado (30), já foi liberada pela polícia, diz o jornal português “Público”. Segundo a publicação, ela estava alcoolizada no momento da detenção e chegou a insultar os agentes da Guarda Nacional Republicana (GNR) responsáveis pela ocorrência.

De acordo com a reportagem assinada pelo jornalista Miguel Dantas, a assessoria de comunicação da GNR informou que testemunhas confirmam os ataques denunciados pelo casal. O fato ocorreu na Costa da Caparica.

Leia Também

A mulher teria dito para “tirar aqueles pretos imundos dali”, referindo-se a Títi e Bless. Em vídeo que circula na internet, Giovanna aparece muito nervosa e discute com ela, a quem chama de “racista nojenta” (confira o vídeo abaixo). Em entrevista ao GLOBO, a atriz disse:

– Vamos passar por cima dos racistas.

O caso ganhou destaque na imprensa do país. Além do jornal “Público”, o “Diário de notícias”, o portal “NiT” e o “Correio da manhã” também publicaram matérias.

Em nota, a assessoria dos atores afirmou:

“Comunicamos que os filhos do casal Giovanna Ewbank e Bruno Gagliasso foram vítimas de racismo no restaurante Clássico Beach Club, na Costa da Caparica, em Portugal, neste sábado, dia 30 de julho, onde a família passa férias. Uma mulher branca, que passava na frente do restaurante, xingou, deliberadamente, não só Títi e Bless, mas também a uma família de turistas Angolanos que estavam no local – cerca de 15 pessoas negras. A criminosa pedia que eles saíssem do restaurante e voltassem para a África, entre outras absurdos proferidos às crianças, tais quais “pretos imundos.

Confirmamos, conforme vídeos que já circulam no Brasil, que Giovanna reagiu e enfrentou a mulher, enquanto Bruno Gagliasso, seu marido, chamou a polícia. A mulher foi levada escoltada e presa.

Informamos ainda que Bruno Gagliasso e Giovanna Ewbank prestarão queixa contra a racista formalmente na delegacia portuguesa”.

#PUBLICIDADE#

Mais Lidas

Pesquisa OPUS: João Azevedo cai e Pedro encosta. Nilvan e Veneziano empatam

Pesquisa do Instituto Opus, contratada pelo Portal da Capital, traz os primeiros números do atual cenário da corrida eleitoral...

Instituto Opus: Ricardo Coutinho lidera primeira pesquisa para o senado na Paraíba; Efraim cresce

Pesquisa do Instituto Opus, contratada pelo @portaldacapital, traz os primeiros números da Paraíba sobre a disputa ao Senado Federal. O levantamento realizou mil entrevistas...

Debate na Paraíba: Pedro Cunha Lima é o nome mais buscado na web durante o primeiro debate entre candidatos ao Governo

O primeiro debate para o Governo da Paraíba das Eleições 2022, realizado na noite deste domingo (7), trouxe à tona a forte disputa dos...

Resultado de pesquisa para governador da Paraíba já tem data para ser divulgada; veja

A corrida eleitoral para governador e senador na Paraíba vai ter a primeira pesquisa contratada pelas TVs Paraíba e Cabo Branco, que compõem a...

ENQUETE F5: Ricardo Coutinho lidera preferência na disputa ao Senado pela Paraíba

Enquete realizada pelo portal F5 Online sobre intenção de voto para os candidatos ao Senado na Paraíba mostra o ex-governador Ricardo Coutinho (PT) na...
#PUBLICIDADE#

ACHAMOS QUE VOCÊ VAI GOSTAR

#PUBLICIDADE#