João Pessoa 29.13ºC
Campina Grande 28.9ºC
Patos 33.36ºC
IBOVESPA 124305.57
Euro 5.6025
Dólar 5.1707
Peso 0.0058
Yuan 0.7135
Na Arapuan, João destaca índices da educação, obras em JP e redução de impostos na PB
19/09/2022 / 19:14
Compartilhe:

O governador e candidato à reeleição João Azevêdo (PSB) destacou, durante entrevistas no Sistema Arapuan, nesta segunda-feira (19), os índices da Educação paraibana, projetos exitosos da sua gestão, como o ‘Tá na Mesa’, além de projeções socioeconômicas para o crescimento do estado. Líder da chapa ‘Juntos pela Paraíba’ também tratou sobre redução de impostos realizadas por sua gestão.

Com o ensino médio da rede estadual tendo um salto no Ideb, crescimento maior que a rede privada no estado, João destacou as ações na Educação. “Fizemos durante a pandemia a aquisição e repasse de 260 mil chips para os alunos, para que pudessem acessar a rede de internet com pacotes de dados pagos pelo Governo do Estado, com foco em acessar o conteúdo das disciplinas. Funcionou tanto que tivemos no ano passado a maior aprovação do Enem e Sisu da história da Paraíba. Então isso nos alegra muito. Esse processo todo de ensino fez com que o próprio Ideb do estado crescesse mais do que os três governos anteriores. Além disso, o ensino médio público teve uma evolução no Ideb melhor de que o ensino médio privado. Isso significa que o filho do povo está tendo uma escola de qualidade”, ressaltou.

“O programa continua distribuindo, fornecendo por mês mais de 1,3 milhão refeições pra quem precisa, pra quem está passando fome, pra esse país que tem 33 milhões de brasileiros com insegurança alimentar. Então, para um país que tem esse problema, nós implantamos um programa que surtiu efeito. Efetivamente surtiu o efeito. Se você olhar os dados de um jornal respeitado como o Valor Econômico, que publicou recentemente que a Paraíba é o estado do nordeste que tem o menor número de pessoas em insegurança alimentar. Isso não nos orgulha”, disse João.

O governador também desmentiu informações falsas sobre imposto na energia solar por parte do governo estadual. “Hoje no Congresso existe uma discussão, inclusive está pra sair agora uma nova legislação e que também isenta isso. Na hora que isentar, nós vamos fazer a isenção. Deixar claro que quem faz essa cobrança não é o Governo do Estado, quem faz essa cobrança é a própria Energisa, a partir exatamente da legislação do Confaz. As coisas precisam ser colocadas com esclarecimento. Apresentem um decreto que eu tenho assinado criando isso, uma lei que eu tenha criado isso. Não existe. O que existe é uma legislação aprovada pelo Confaz, um órgão vinculado ao Ministério da Economia do Brasil”, esclareceu.

O governador tratou ainda sobre redução de impostos, e elencou diversas reduções que sua gestão promoveu, de forma prudente e em benefício real da população paraibana. “Eu sou plenamente favorável a baixar imposto num país que tem uma carga tributária dessa forma. Tanto é assim que aqui na Paraíba nós baixamos imposto do ICMS de combustível de transporte intermunicipal. Zeramos, por isso que o preço da passagem não subiu. Nós baixamos de 18% para 12% o ICMS sobre o gás que é utilizado na indústria, para baratear o produto e logicamente ter a geração de mais emprego. Zeramos todo ICMS da cadeia produtiva do queijo artesanal. Ou seja, nós verdadeiramente baixamos impostos e eu desafio, como eu já desafiei em alguns debates que nós participamos, que alguém apresente um único decreto ou uma única lei que tenha sido feita na nossa gestão aumentando imposto”, disse. “O Estado da Paraíba tem uma gestão fiscal que essa semana foi reconhecida mais uma vez pelo Tesouro Nacional com nota dez, nota A, o que significa inclusive que nós, esse ano, não vamos transferir pra população um único centavo dessa perda de receita que nós estamos tendo esse ano. Por quê? Porque nós temos capacidade de absorver tudo isso. Entretanto existe uma coisa chamada Constituição e que todos nós estamos sujeito à Constituição e temos que cumprir”, completou.

João também comentou sobre obras realizadas em João Pessoa, a exemplo da reestruturação de um viaduto na Capital, que faz a ligação com Bayeux. “Essa obra que está sendo feita do viaduto, próximo ao cemitério Boa Sentença é importante demais. Um viaduto que foi construído há muitos anos atrás e que nós precisamos fazer sua recuperação desde as fundações, dentro do rio, até a sua plataforma. Já fizemos toda a parte de infraestrutura, de fundação e estamos fazendo agora a plataforma de cima. É uma obra que realmente causa um transtorno, porque é dentro da área urbana da cidade. Mas é uma obra necessária porque senão aquele viaduto poderia ter um problema sério. É uma obra que está dentro do cronograma”, detalhou.

Nas considerações finais, João agradeceu o apoio que vem recebendo pelas ruas de toda Paraíba. “É importante a população fazer uma avaliação para saber que não pode colocar um estado em uma aventura, que poderá ter consequências muito sérias. O voto tem consequência. O voto que não é pensado pode gerar inconsequências. Então, para que a gente possa realmente continuar fazendo esse estado crescer, de se desenvolver, estou apresentando o número 40, uma chapa formada por mim, candidato à reeleição, Lucas Ribeiro como vice e a nossa senadora que será eleita, sem sombra de dúvida, é a senadora elegível Pollyanna, número 400. Vamos juntos à vitória”, finalizou o governador.